Carlos Lima
Hoje dia 15/09/2019 às 20:39:32

Feira
Carlos Lima | Publicado em 13/07/2019 às 11:33:28

Vereadores de Feira de Santana são suspeitos de apropriação do valor do vale refeição dos servidores comissionados

Denúncia do jornalista e radialista Carlos Lima

Vereadores de Feira de Santana são suspeitos de apropriação do valor do vale refeição dos servidores comissionados Plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana

Plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana. Denúncia veiculada na Rádio Povo sobre apropriação indébita coloca sob suspeição vereadores.

Em editorial veiculado nesta sexta-feira (12/07/2019) na Rádio Povo, o jornalista e radialista Carlos Lima revelou que existe a suspeita de que vereadores de Feira de Santana estiveram ao longo dos últimos anos se apropriando do valor do vale refeição destinado a servidores em cargos comissionados (cargos de confiança).

Conforme editorial apresentado por Carlos Lima, foram destinados para pagamento de vale refeição no valor de R$ 1.463.537,68, em 2018.

Ocorre que nem todo o montante é repassado diretamente para todos os servidores, sendo que apenas os que são de carreira, ou que ocupam determinadas funções, os únicos à receber os valores, enquanto os que ocupam cargos de confiança, indicados por vereadores, ficam dependentes do edil, que obtém o repasse da administração da Câmara Municipal de Feira de Santana, cujo presidente é José Carneiro Rocha (PSDB).

Em busca de verificar a amplitude do fato, o Jornal Grande Bahia (JGB) manteve contato com servidores em cargos de confiança.

Eles pediram anonimato e confirmaram a recorrência do esquema, aludindo que era algo bastante comum, mas que a ‘omertà’ era uma imposição para que não perdessem o cargo.

‘Omertà’ é uma palavra que expressa um dos elementos do código de conduta de membros de máfias, cujo silêncio era um princípio a ser seguido pelos adeptos da organização, sendo que os que quebravam o código pagavam com a própria vida.

JORNAL GRANDE BAHIA

 

Comentários

comentários

Veja também