Carlos Lima
Hoje dia 13/12/2017 às 16:49:21

Geral
Carlos Lima | Publicado em 21/11/2017 às 17:05:30

Deputados Picciani, Albertassi e Paulo Melo voltam pra cadeia após decisão justiça

Deputados Picciani, Albertassi e Paulo Melo voltam pra cadeia após decisão justiça Edson Albertassi, Paulo Melo e Jorge Picciani: deputados foram presos novamente nesta terça-feira (Foto: Reprodução / TV Globo)

Os deputados estaduais do PMDB Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Melo se entregaram na superintendência da Polícia Federal na tarde desta terça-feira (21), pouco depois de o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) determinar que eles voltassem à prisão.

Os três haviam sido presos na quinta-feira (16), também por determinação do TRF-2, mas foram soltos na sexta-feira (17), após votação na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), sem que houvesse notificação judicial.

Eles são suspeitos de receber propina para defender interesses de empresários dentro da Alerj e de lavar o dinheiro usando empresas e compra e venda de gado, em crimes investigados na Operação Cadeia Velha, da força-tarefa da Lava Jato no Rio.

Albertassi foi o primeiro a se entregar, segundo nota de sua assessoria divulgada às 15h22. Paulo Melo chegou minutos depois e, Picciani, às 16h30.

Segundo agentes da PF, os deputados foram ouvidos na PF. Às 17h13, deixaram a sede da polícia para irem ser examinados no IML. Em seguida, serão transferidos de volta para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, onde também estão outros presos da Lava Jato, como o ex-governador Sérgio Cabral, acusado de chefiar o esquema criminoso.

De acordo com o procurador Carlos Aguiar, do Ministério Público Federal (MPF), para deixarem a cadeia seria necessário uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ou do Supremo Tribunal Federal (STF). “Não cabe mais à Alerj se pronunciar sobre esse aspecto”, explicou.Picciani, Albertassi e Paulo Melo

Comentários

comentários

Veja também