Carlos Lima
Hoje dia 01/04/2020 às 23:25:15

Geral
Carlos Lima | Publicado em 14/02/2020 às 16:08:39

Empresas russas equacionam possibilidade de fornecimento de gás ao Brasil, diz embaixador

Empresas russas equacionam possibilidade de fornecimento de gás ao Brasil, diz embaixador © Sputnik / Aleksandr Polegenko

A possibilidade foi adiantada pelo embaixador russo no Brasil, Sergey Akopov, em declarações à Sputnik.

“A energia continua a ser uma das áreas prioritárias de cooperação entre os nossos países”, garantiu o diplomata.

“A Gazprom está estudando a possibilidade de expandir a sua presença no país. Quanto ao possível fornecimento de gás russo ao Brasil, essa possibilidade está realmente sendo estudada”, não estando, no entanto, ainda nada definido em concreto, segundo o embaixador.

O embaixador mostra-se, porém, “convencido de que a diversificação do mercado de gás brasileiro através dos fornecimentos russos teria um impacto positivo no setor”.

Akopov relembrou que outras empresas energéticas russas também já estão implantadas no Brasil. A Rosneft está desenvolvendo um grande projeto de produção de gás na região amazônica, enquanto a Rosatom tem mesmo o seu escritório principal para a América Latina sediado no Brasil.

 

Unidade compressora de gás natural russo, na Ucrânia

© SPUTNIK / PAVEL PALAMARCHUK / Unidade compressora de gás natural russo, na Ucrânia.

O diplomata chamou a atenção igualmente para o fato de o setor energético brasileiro, diferentemente de vários países europeus, não se basear tanto na utilização de gás natural e produtos petrolíferos, mas na capacidade hidrelétrica.

“A propósito, nossos países têm uma vasta experiência de cooperação na construção de usinas hidrelétricas no Brasil. Nos últimos anos, a empresa russa Silovye Mashiny [Máquinas Geradoras] forneceu equipamentos para várias usinas hidrelétricas brasileiras e está planejando receber mais pedidos no futuro.”

Durante a entrevista à Sputnik, o embaixador da Rússia no Brasil abordou ainda outros temas prementes como, por exemplo, o comércio entre os dois países, parcerias no âmbito da energia nuclear, contratos militares e a presença do presidente Jair Bolsonaro nas comemorações do 75º aniversário da Vitória sobre os nazistas, que terão lugar a 9 de maio deste ano.

Sputnik

Comentários

comentários

Veja também