Carlos Lima
Hoje dia 26/05/2017 às 09:14:35

Geral
Carlos Lima | Publicado em 25/04/2017 às 13:53:14

Ou soltam Dirceu ou prendem Bruno de novo

Ou soltam Dirceu ou prendem Bruno de novo STF está diante do seguinte dilema: ou solta José Dirceu ou prende de novo o goleiro Bruno.

O goleiro Bruno mandou matar e sumir com o corpo da namorada Elisa Samúdio, que o pressionava a assumir a paternidade de sua filha.

Um escândalo nacional que abalou o país em junho de 2010.

Condenado a 22 anos de prisão em primeira instância por homicídio qualificado, relatado por testemunhas com detalhes sórdidos e preso em 7/7/2010, está em liberdade desde o mês passado e jogando futebol.

O ex-ministro José Dirceu, que não mandou matar ninguém, preso em Curitiba desde 3/8/2015 e condenado em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro em 18/5/2016 por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa a 23 anos e 3 meses de prisão, a maior pena da Lava Jato, continua encarcerado em Curitiba.

O STF está diante do seguinte dilema: ou solta José Dirceu ou prende de novo o goleiro Bruno.

Bruno foi colocado em liberdade pelo ministro Marco Aurélio Mello porque a lei determina que aguarde em liberdade julgamento em segunda instância.

Dirceu também aguarda julgamento em segunda instância, mas está atrás das grades.

A decisão do STF vai sinalizar se a lei vale, de fato, para todos, como manda a constituição ou se estamos vivendo um regime de exceção, no qual a Justiça trata diferentemente casos semelhantes.

O mesmo se aplica a todos os presos da Lava Jato nas mesmas condições.

Leonardo Attuch

Comentários

comentários

Veja também