Carlos Lima
Hoje dia 19/09/2019 às 08:47:49

Internacional
Carlos Lima | Publicado em 16/12/2015 às 07:16:03

Macri começa a mostrar como a direita trata a Justiça

Macri começa a mostrar como a direita trata a Justiça Juízes nomeador por Macri

Os adeptos daquela tese que ficou famosa e virou até comercial de TV sobre as semelhanças entre Brasil e Argentina – “eu sou você, amanhã” – deveriam começar a colocar as barbas de molho com o primeiro ato de relacionamento entre o novo presidente portenho e o Judiciário.

Maurício Macri nomeou por decreto dois juízes da Corte Suprema de Justicia de la Nación , o equivalente ao nosso Supremo Tribunal Federal.

Lembram-se da longa sabatina feita ao Ministro Luís Fachin no Senado, para que ele fosse aprovado?

Esqueçam.

Foi de canetada que ele transformou  Horacio Rosatti e Carlos Rosenkrantz em juízes “comissionados” da Corte Suprema argentina, sem ouvir o Senado e atropelando o decreto de autorregulação dos Poderes baixado lá atrás, no governo Nestor Kirchner.

O Premio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel, resumiu numa frase a decisão de nomear de ofício dois integrantes  da Corte Suprema:  Um Juiz nomeado por decreto do Presidente é um Juiz do Presidente.

Mesmo guardadas as devidas diferenças, dá para entender em que Eduardo Cunha aposta para sobreviver?

Se um governo de esquerda o fizesse, estaria sendo denunciado como ditadura que procura submeter o Judiciário.

Bolivariano, chavista, etc, etc…

Como é um de direita, está apenas preocupado com o “bom funcionamento” do Tribunal.

É, tem gente que exerce o poder com a falta de cerimônia porque a legitimidade recente das urnas oferece essa oportunidade.

Tem gente, porém, que em nome da democracia deixa o derrotado mandar.

FB/Reutrs

Comentários

comentários

Veja também