Carlos Lima
Hoje dia 22/07/2018 às 06:43:33

Internacional
Carlos Lima | Publicado em 22/01/2018 às 11:34:02

Pence anuncia mudança de embaixada para Jerusalém em 2019

Pence anuncia mudança de embaixada para Jerusalém em 2019 Vice-presidente americano, Mike Pence, e premiê israelense, Benjamin Netanyahu, cumprimentam-se no parlamento israelense nesta segunda-feira (22) (Foto: Ariel Schalit/ Reuters)

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, anunciou nesta segunda-feira (22) no parlamento israelense que a mudaça da embaixada de Tel Aviv para Jerusalém irá acontecer no fim de 2019. Ele foi alvo de protestos durante o seu pronunciamento, que acontece no segundo dia de visita a Israel.

“Nas próximas semanas, nossa administração avançará seu plano para abrir a Embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém e que ela será aberta antes do final do próximo ano”, declarou Pence. Dois deputados foram retirados do Knesset, como é chamado o parlamento israelense, durante o pronunciamento do vice-presidente americano.

No início de dezembro, o presidente Donald Trump anunciou que reconhece Jerusalém como capital de Israel, mas não precisou quando a transferência da sede diplomática aconteceria.

O anúncio do reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel provocou a ira dos países árabes, que consideram a medida uma manifestação aberta da posição pró-israelense do governo americano. Para as lideranças árabes, a atitude deslegitima os Estados Unidos no papel de mediador de um processo de paz.

Os palestinos boicotam a visita do americano em protesto contra o governo Trump. Por isso, neste segundo dia de visita a Israel, ele encontrou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, mas não há encontro previsto com líderes palestinos.

O vice-presidente também afirmou esperar que “a Autoridade Palestina retome logo o diálogo”, durante uma visita surpresa aos soldados americanos que combatem o grupo extremista Estado Islâmico (EI) perto da fronteira síria, após se reunir com o rei Abdullah II da Jordânia.

Protestos

Em Jerusalém, coberta de bandeiras americanas, foram colocados grandes cartazes e publicadas propagandas na imprensa israelense para desejar as boas-vindas a Pence, “verdadeiro amigo de Sion”. Nesta segunda, foi registrado protesto na cidade de Nablus, que fica na Cisjordânia.

Por G1

Comentários

comentários

Veja também