Trump diz que enviará ‘soldados armados’ para fronteira EUA-México

Foto: Foto de arquivo mostra migrantes da América Central na fronteira dos EUA — Foto: Guillermo Arias / AFP

O presidente americano, Donald Trump, disse nesta quarta-feira (24) que os Estados Unidos estão enviando “soldados armados” para a fronteira com o México. A decisão foi tomada, segundo ele, após militares do país vizinho apontarem suas armas para tropas americanas.

“Soldados do México recentemente apontaram contra nossos Soldados da Guarda Nacional, provavelmente como uma tática de distração para os traficantes de drogas na fronteira. Mas é bom que não volte a acontecer! Agora estamos enviando SOLDADOS ARMADOS para a fronteira”, tuitou Trump.

Ameaça de fechar a fronteira

No fim do mês passado, Trump ameaçou fechar a fronteira sul dos Estados Unidos, ou pelo menos em grande parte dela, se o México “não parasse imediatamente toda a imigração ilegal vinda para os Estados Unidos”.

Construir um muro na fronteira com México é uma das principais promessas de campanha de Trump, embora ele tenha dito que seria pago pelo México, e não pelos contribuintes.

Para colocá-la em prática, o presidente americano travou um intenso braço de ferro com o Congresso, que resultou na paralisação parcial do governo (também conhecida como shutdown) mais longa da história do país.

Em 15 de fevereiro, Trump declarou “emergência nacional”, manobra que lhe dá a permissão para usar fundos federais sem aprovação do Congresso — já que os democratas vetaram os US$ 5,7 bilhões que Trump exigia para a construção do muro.

Em março, o Pentágono anunciou o desbloqueio de US$ 1 bilhão para o projeto e a construção de um trecho de 91 km da barreira.

 France Presse

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS