Carlos Lima
Hoje dia 20/09/2019 às 12:14:10

Nacional
Carlos Lima | Publicado em 24/03/2019 às 12:37:25

O BRASIL FOI O MELHOR PAÍS DO MUNDO PARA SE VIVER NA ÉPOCA DE LULA

O BRASIL FOI O MELHOR PAÍS DO MUNDO PARA SE VIVER NA ÉPOCA DE LULA

O jornalista Luis Costa Pinto, membro do Jornalistas Pela Democracia, relembrou o período do governo Lula e disse que não acredita que o Brasil voltará ao progresso daquela época após a destruição causada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

Ele afirmou que Lula foi o melhor presidente que o país já teve e explicou a razão disso.

Aquele Brasil que nós tivemos, que foi o melhor lugar para se viver no mundo entre 2003 e 2012 talvez não tenhamos mais. Aquele Brasil que foi efetivamente resultado do governo, na inha opinião, do melhor presidente que esse país já teve, por uma única razão: porque mudou a agenda nacional, que foi o presidente Lula.

O jornalista ainda disse que o Lula mudou o trajeto nacional e fed do Brasil o melhor lugar do mundo.

“O Lula foi o presidente que saiu do poder com aquele reconhecimento público, por isso o Lula mudou o trajeto nacional e durante o período de 2003 a 2012 o Brasil foi o melhor lugar para se viver no mundo, era um lugar de esperança e de construção de um projeto nacional”.

Luis Costa Pinto comentou sobre a ida de Bolsonaro aos Estados Unidos e disse que o Brasil se tornou um Estado fantoche dos americanos, bem como a França na República de Vichy.

“O Brasil, depois dessas 48 horas do Bolsonaro em Washington, ele se reduz a condição de Estado fantoche dos Estados Unidos, é uma situação semelhante a França ocupada durante a República de Vichy, na qual o marechal Pétain dirigia um governo fantoche, um governo cliente dos nazistas que abaixava a cabeça para tudo que eles queriam porque a força estava ocupada. O que falta agora é a ocupação formal do território brasileiro. Mas a gente sai dessas 48 horas extremamente humilhado enquanto nação”.

Ele também cobrou uma autocrítica por parte da mídia, que influenciou no processo de eleição de Bolsonaro em 2018.

A mídia tradicional brasileira precisa fazer uma autocrítica porque ela, hoje, está sofrendo na pele aquilo que alguns poucos enxergavam já no ano passado.

Tentávamos trazer essas pessoas para um debate político real para evitar essa vergonha, esse desastre e essa tragédia que já estava desenhada e que agora está se concretizando.

Nós não conseguimos estabelecer um debate adulto na campanha, nos foi caçada essa chance, e os meios de comunicação tradicionais, que hoje estão envergonhados e também apequenados, têm culpa nesse processo.

Luis Costa Pinto também acredita em um embate militar entre o Brasil e os venezuelanos e afirmou que o exército e a Força Aérea brasileira “não aguentam 4 dias de conflito armado contra a Venezuela na fronteira.

Leonardo Attuch

Comentários

comentários

Veja também