“O lado podre do Estado brasileiro fez isso comigo”, diz Lula ao sair da prisão

Lula está livre

Após 580 dias, a Vigília Lula Livre se prepara para aquele que será o último “bom dia, presidente Lula”.

Após a decisão do STF desta quinta-feira 07, a aglomeração toma conta das ruas que cercam a Superintendência da Policia Federal, no bairro Santa Cândida, em Curitiba.

Militantes, populares, estudantes agitam bandeiras e gritam o nome do ex-presidente.

“Eu nem acredito que isso vá acontecer” diz exultante a dona de casa Maria Heloísa Lima. O ritual que se repete todas as manhãs, desta vez acontece com ânimo redobrado.

Os 13 gritos de “bom dia, presidente Lula” saem à pleno pulmões.

O ex-presidente Lula deixou, na tarde de sexta-feira 8, a prisão após o juiz federal titular da 12ª Vara de Execuções Penais, Danilo Pereira Júnior, acatar o pedido de sua defesa.

Na saída, milhares de manifestantes esperavam o ex-presidente que fez um discurso emocionado.

“O lado podre do Estado brasileiro fez isso comigo. O lado pobre da justiça, o lado pobre do MP, o lado podre da PF, o lado podre da RF. Trabalharam pra minimizar o PT, para minimizar o Lula”, disse o petista.

O ex-presidente anunciou, também, que vai iniciar uma caravana pelo Brasil contra os retrocessos do governo Bolsonaro.

“Eu estou indo para São Paulo, vou falar lá amanhã, e depois as portas do Brasil estão abertas pra eu percorrer”, afirmou.

Lula agradeceu a todos do acampamento, que estiveram todos esses 580 dias em frente à Polícia Federal, e também autoridades políticas que estavam ao seu lado no palco.

“Saio com o maior sentimento de agradecimento que um ser humano pode ter por outro, é o que eu tenho por vocês. Eu não tenho magoa de ninguém. Eu quero provar que esse pais pode ser melhor”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS