Carlos Lima
Hoje dia 16/07/2018 às 12:51:38

Nacional
Carlos Lima | Publicado em 30/06/2018 às 10:19:01

Pence: o farsante que engana os farsantes e os transformam no paradoxo do mentiroso / Por Sérgio Jones* IU

Pence: o farsante que engana os farsantes e os transformam no paradoxo do mentiroso / Por Sérgio Jones* IU VICE PRESIDENTE DOS EUA

Alguém, em algum lugar, já professava o seguinte argumento, uma mentira contada várias vezes vira verdade. É o que está fazendo o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, em visita ao Brasil, ao afirmar de forma peremptória de que a economia brasileira voltou a crescer.

Cinicamente elogiou medidas adotadas pelo governo brasileiro, como o estabelecimento de um teto para os gastos públicos, a abertura do mercado de trabalho e as mudanças regulatórias no setor de energia.

“São medidas importantes porque melhorarão a competitividade do Brasil”. Competitividade de quem, cara pálida?

Deles, naturalmente.

A diplomacia adotada pelos sobrinhos do tio Sam é do conhecimento de todos os povos explorados. No tocante ao Brasil não tinha e nem tem porque ser diferente. Dentre as muitas baboseiras ditas por este ventríloquo ianque, repete ele, as velhas e desgastadas fórmulas de atender interesses de poucos que refletirá na ruína de muitos.

O mais crível é que ao trafegar na contramão da história, ele teve o topete de cumprimentar o Brasil por ser o primeiro país latino-americano a ter com os EUA uma cooperação na área espacial.

“O presidente Trump pediu que estivesse aqui para reafirmar a forte parceria estratégica entre os Estados Unidos e o Brasil. Os dois países estão unidos por princípios democráticos”. Lembrou que os EUA foram os primeiros a reconhecerem a independência do Brasil.

Canalhice à parte foi afirmar ser o Brasil e Estados Unidos as duas maiores democracias na região. A democracia utilizada por estes pretensos gendarmes do mundo é tão verdadeira quanto o farsante que engana os farsantes e os transformam no paradoxo do mentiroso.

Não se dando por convencido pelo triste papel que ele se presta a representar no hemisfério sul, afirma mais uma vez, o pretenso aprendiz de feiticeiro, ser este o momento “singular” para levar adiante iniciativas na área de segurança no hemisfério associada à base de “nossa” prosperidade. Concluindo o seu discurso demagógico e retro, ele falou sobre a pretensa ameaça específica, a Venezuela, e sobre a Copa do Mundo.

E que o mundo estará assistindo o jogo do Brasil. Não, senhor vice-presidente Pence, o mundo está de olho em vocês, no jogo de vocês traçado com as costumeiras patranhas.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Comentários

comentários

Veja também