Carlos Lima
Hoje dia 22/03/2019 às 03:46:29

Polícia
Carlos Lima | Publicado em 05/03/2019 às 21:56:45

Brasileiro preso nos EUA por pedofilia se diz bolsominion desde 2014

Brasileiro preso nos EUA por pedofilia se diz bolsominion desde 2014 O brasileiro Danilo Ramscheid preso nos EUA

O brasileiro Danilo Ramscheid, 30 anos, foi preso em Winchester (MA), nos EUA, sob acusação de abusar sexualmente de uma menor de idade, posse de pornografia infantil e filmar uma pessoa nua sem o consentimento dela.

Mais conhecido como youtuber Malandragem USA, ele foi entregue aos agentes do Departamento de Imigração e Alfândega.

O canal de Danilo dava serviços e dicas ilegais para quem queria tentar a sorte nos Estados Unidos. Gostava de ostentar sua “riqueza” para os seguidores.

Ele cobrava para facilitar a ida dos imigrantes que queriam trabalhar ilegalmente, serviço que chamava de “assessoria”.

Num vídeo, Danilo contou, orgulhoso, que era bolsominion desde 2014”

Logo depois do atentado a faca contra Jair Bolsonaro em Juiz de Fora. Ramscheid aparece chorando, enxugando muco e dizendo que o “mito” é “um cara que eu gosto e que vai mudar o país”.

Num outro depoimento ensinando o público a dar golpe, Danilo acusa Dilma de ter impedido a saída das pessoas do Brasil, alerta para uma “guerra civil” das “Farcs” e diz que Bolsonaro vai melhorar “a nossa imagem”.

O Fantástico lhe dedicou uma matéria no domingo, dia 3.

Ele está sendo mantido na Penitenciária de Plymouth desde o início de fevereiro. Será posto em processo de deportação depois do julgamento. Vive em situação migratória irregular.

O site Brazilian Times publicou o seguinte:

Danilo responde pelas acusações de “posar e exibir uma criança em um ato sexual, fotografar uma pessoa nua, sem que ela percebesse, possuir pornografia infantil e abusar sexualmente de uma menor”.

A prisão é resultado de uma investigação que ainda está em andamento.

No dia 22 de janeiro a polícia de Winchester executou um mandado de busca na casa de Danilo, de acordo com MacDonnell chefe de polícia de Winchester].

Tudo aconteceu após uma festa realizada na casa do youtuber, no dia 12 de janeiro. De acordo com documentos judiciais, a festa que ocorreu em meados de janeiro, na High Street, deveria ser uma reunião de amigos, mas devido a uma publicação nas redes sociais um número maior de pessoas foi atraído.

Um vizinho informou que um carro passou em alta velocidade na rua e comunicou à polícia de Winchester que apareceu na vizinhança e, logo depois, na porta da casa de Danilo.

Entre os convidados estava uma jovem de 17 anos, com quem Danilo supostamente já tinha se encontrado anteriormente.

Com posse de um mandado de busca, no dia 22, os policiais foram à residência e encontraram uma gravação em vídeo de um encontro sexual entre o brasileiro e a garota.

Segundo a vítima, ela não sabia que estava sendo filmada e que também não consentiu com a relação sexual.

Antes da prisão, os policiais conversaram com outras pessoas que estavam na festa.

De acordo com documentos judiciais, Danilo, um motorista da Uber e autodenominado “YouTuber”, assediou a jovem desde o primeiro encontro que teve com ela, mas repetidamente ela a rejeitou.

O irmão dele começou a namorar a amiga dela, então as jovens frequentavam a casa em Winchester com frequência, principalmente em festas.

De acordo com o registro do tribunal, a vítima disse à polícia que ela ingeriu bebida alcoólica na festa do dia 12 de janeiro, mas “deixou claro” para Danilo que não queria ter intimidade com ele.

Em algum momento, durante a noite, a vítima disse que ele a levou para um quarto onde a porta tinha uma fechadura ativada através de impressões digitais, as paredes eram brancas e havia um tapete branco e três câmeras apontadas para a cama.

Dois amigos da vítima, cujas identidades também não foram reveladas, disseram à polícia que encontraram a jovem encolhida na cama de Danilo, no segundo andar da casa. Segundo o relatório, eles desviaram a atenção do brasileiro, vestiram a vítima e saíram da festa.

Em seu relato à polícia, o brasileiro afirmou que a vítima queria fazer sexo com ele. Ele acrescentou que as câmeras apontadas para a cama estavam “lá para sua proteção”, para que ele pudesse gravar seus encontros amorosos com as mulheres, “e ter provas de que não as estuprou”.

Danilo possui milhares de seguidores no You Tube e nas redes sociais, com inúmeros vídeos publicados sob os nomes “Dan Shelby” e “Malandragem USA”.

Danilo alugou a casa através de uma agência. O proprietário acreditava que ele estava morando lá com seu irmão e a namorada de seu irmão. Uma verificação de antecedentes, realizada pela polícia de Winchester, mostrou que várias pessoas estavam usando o endereço da casa como seu endereço e que 26 carros estão registrados no mesmo endereço.

Nos documentos, o relatório policial afirma que 14 veículos estavam registrados em nome de Valhalla Services, Inc, uma empresa de propriedade de Danilo, com a qual ele supostamente prestava assessoria para brasileiros recém-chegado ao país ou para quem queria deixar o Brasil.

Embora Danilo tenha se tornado conhecido pela polícia local recentemente, o Departamento de Segurança Interna o mantinha em seu radar por algum tempo. Ele estava com o visto vencido e o departamento suspeitava que estivesse envolvido em atividades ilegais.

A investigação está em andamento, segundo MacDonnell. “Estamos ativamente envolvidos nesta investigação e de olho nesta situação”, disse ele. (…)

Kiko Nogueira

 

Comentários

comentários

Veja também