Carlos Lima
Hoje dia 20/09/2018 às 12:34:39

Polícia
Carlos Lima | Publicado em 28/12/2016 às 17:48:36

Namoradas e menores de idade confessam assassinato em Feira de Santana

A vitima foi um homem de 52 anos

Namoradas e menores de idade confessam assassinato em Feira de Santana Maquiando a cena do crime

Duas garotas de 17 anos, que se relacionavam amorosamente confessaram à polícia de Dias D’ávila, ter amordaçado e matado um homem de 52 anos a pauladas e facadas na Lagoa Grande,em Feira de Santana.

De acordo com a delegada Danielle Lima, titular da Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), que apura o caso, as jovens alegaram legítima defesa porque o homem teria tentado agarrar uma delas à força, segundo depoimento.

As garotas moravam na casa da vítima porque os pais não aceitavam o relacionamento delas.

O homem assassinado foi identificado como Avani de Souza, que ficou quase uma semana desaparecido, segundo a polícia.

O corpo da vítima foi encontrado na última sexta-feira (23), dentro da cozinha da casa onde morava, que fica no Loteamento Lagoa Subaé.

Conforme a delegada Danielle Lima, a polícia chegou até as suspeitas após encontrar no local do crime uma receita médica com o nome de uma das adolescentes.

“Após o corpo ter sido localizado, os vizinhos relataram que duas mulheres estavam com ele no imóvel, mas até então a gente não sabia que se tratava de duas menores de idade. Foi então que encontramos, na casa, essa receita com o nome de uma das jovens”, afirmou, em contato com o G1.

Conforme a delegada, na receita constava o endereço de um posto médico da cidade de Dias D’ávila, na região metropolitana de Salvador.

“Com essa informação, além do nome de uma das suspeitas, também levantamos a hipótese de onde ela poderia estar. O caso foi noticiado pelos meios de comunicação após o corpo da vítima e a receita serem encontrados. Foi então que a suspeita, acho que por receio, resolveu se apresentar junto com a namorada ao Conselho Tutelar de Dias D’ávila”, destacou.

Conforme a delegada, as jovens se apresentaram no Conselho Tutelar na segunda-feira (26) e foram encaminhadas para a delegacia da cidade, onde prestaram depoimento.

Na terça, as jovens voltaram a ser ouvidas, desta vez em Feira de Santana.

Após o depoimento, as duas foram liberadas, segundo a delegada, porque não houve flagrante.

A polícia, no entanto, diz que vai pedir à Justiça a internação das suspeitas.

Crime

“Elas confessaram a morte do homem, mas alegaram legítima defesa. Disseram que ele entrou no cômodo onde elas ficaram e tentou agarrar uma delas à força quando a outra tinha saído para comprar refrigerante. Essa versão está sendo apurada”, contou a delegada.

Ainda de acordo com o depoimento das adolescentes, a jovem que teria saído para comprar refrigerante deu uma facada nas costas da vítima quando retornou da rua e viu o homem tentando agarrar a companheira.

“Em seguida, a outra jovem pegou um pedaço de pau e também deu uma pancada nele. O homem desmaiou e as duas o amordaçaram e levaram o corpo para a cozinha da casa. Em seguida, as duas deram mais cerca de cinco facadas no homem. Depois, retornaram para a casa dos familiares, em Dias D’ávila”, destacou.

Antes de fugirem, segundo a delegada, as jovens ainda disseram que desarrumaram toda a casa da vítma. “Elas afirmaram que queria passar a impressão de que teria havido um assalto no local, caso a políca chegasse lá”.

A delegada informou que aguarda o fim das investigações para pedir à Justiça que as jovens seja internadas em uma casa de menores.

“A gente vai fazer a representação pela internação provisória das duas. Só estamos esperando que a delegacia de Dias D’ávila envie os depoimentos que elas prestaram lá”, destacou. Conforme a delegada, a duas jovens aguardam o processo em liberdade na casa de parentes.

Fonte: G1, com foto reprodução/Polícia Civil, com edição do cljornal

Comentários

comentários

Veja também