Carlos Lima
Hoje dia 19/09/2019 às 08:26:56

Polícia
Carlos Lima | Publicado em 10/11/2015 às 07:06:24

Policial suspeito de matar três em RR se entrega e namorada é presa pela PM

Vídeo do crime

Policial suspeito de matar três em RR se entrega e namorada é presa pela PM Suspeito se entrega a polícia

O policial militar Felipe Quadros, suspeito de matar três pessoas na segunda-feira (9) , se entregou ao Comando de Policiamento da Capital (CPC), em Boa Vista, após passar mais de 12 horas foragido.

A namorada do militar, Surinami Bastos Mendes, foi detida enquanto o acompanhava por supostamente ter ajudado o companheiro a se esconder após os crime.

Na manhã desta segunda, Quadros foi a uma casa no bairro Pricumã, zona Oeste da capital, onde matou uma jovem e o pai dela.

O policial usou uma pistola da PM e colete à prova de balas. Após cometer os dois homicídios, o militar se dirigiu ao bairro Caimbé, na mesma região, e matou um empresário. Os motivos dos assassinatos ainda não estariam esclarecidos para a polícia.

Quadros chegou acompanhado de dois advogados e da namorada, que foi presa após o militar ser entregue ao CPC. Questionado sobre o motivo dos crimes, o policial não respondeu.

Ao ser perguntado se estava arrependido, ele gesticulou positivamente com a cabeça. De acordo com o corregedor da Polícia Militar, coronel Egberto Lima, ele recebeu a informação de que o militar suspeito do triplo homicídio iria se apresentar espontaneamente.

Como é um crime comum, ele foi apresentado à delegacia para ser autuado em flagrante por homicídio, que não é crime militar.

Providências serão tomadas para que ele fique preso preventivamente”, explica o corregedor, acrescentando que será aberto um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra Quadros.

Sobre a namorada do suspeito, o corregedor disse que ela foi presa em razão de ‘ter protegido um criminoso’. “Para ela também serão adotadas medidas legais por ter dado guarida ao namorado”, afirma.

Quadros é policial militar há cerca de um ano e está em período de estágio probatório. Ele trabalhava na guarda externa da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo.

Marcelo Marques

Comentários

comentários

Veja também