Carlos Lima
Hoje dia 18/06/2019 às 15:37:10

Polícia
Carlos Lima | Publicado em 07/06/2019 às 12:57:43

Suspeito de tráfico de drogas em Feira de Santana morre após confronto com a polícia

Suspeito de tráfico de drogas em Feira de Santana morre após confronto com a polícia Antônio Carlos dos apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas no bairro Aviário, em Feira de Santana — Foto: Divulgação/SSP-BA

Um homem apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas no bairro Aviário, em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador, morreu na manhã desta sexta-feira (7), durante um confronto com policiais, na Mata Escura, na capital baiana.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o homem, identificado como Antônio Carlos dos Santos Silva, também conhecido como Carlão do Aviário, comandava o tráfico em Feira de Santana, mesmo morando em Salvador. Ele estava com um mandado de prisão em aberto por homicídio e tráfico de drogas.

A SSP, detalhou que, através de investigações, os policiais foram até um imóvel na Alameda Rosada, na Mata Escura, onde Carlão estava. Ao perceber a presença policial, segundo a Secretaria de Segurança, o suspeito disparou contra as equipes e tentou fugir. Houve troca de tiros e Carlão acabou ferido. Ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Geral Roberto Santos, no bairro do Cabula, mas não resistiu.

om Antônio Carlos foram encontradas drogas e arma, de acordo com a SSP. Ainda conforme a polícia, o homem atuava como braço direito de Ronilson Oliveira de Jesus, conhecido também como Rafael, morto em confronto com a polícia em janeiro de 2017. Ronilson foi apontado como mandante de uma rebelião que deixou 9 mortos, no Presídio de Feira de Santana, em 2015.

Com a morte de Rafael, a companheira dele, Aldacy Santos Souza, mais conhecida como Sady, passou a comandar a venda de drogas com o apoio de Carlos, segundo a SSP. Sady foi presa em março deste ano e, com isso, Carlão do Aviário assumiu a liderança do tráfico, informou a secretaria.

A SSP ainda destacou que Antônio Carlos estava ligado a diversos homicídios. Em maio de 2016, por exemplo, ele tentou matar um homem que o acusou de roubar o celular dele.

De acordo com o comandante do Policiamento na Região Leste, coronel Luziel Andrade, equipes da Rondesp Leste e da Companhia da área reforçam o policiamento no bairro da Mata Escura.

O Coordenador da Polícia Civil em Feira de Santana, delegado Roberto Leal, informou que as investigações para identificar e prender o restante da quadrilha continuam.

Atuaram na ação que identificou o esconderijo do criminoso em Salvador o Comando de Policiamento Especializado, Comando de Operações Policiais Militares, o Batalhão de Operações Policiais Especiais, da 67ª Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPM/ Feira de Santana), e da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/ Leste).

G1

Comentários

comentários

Veja também