Carlos Lima
Hoje dia 18/06/2019 às 13:10:51

Polícia
Carlos Lima | Publicado em 07/05/2019 às 08:42:46

Temer acusado de organização criminosa vira réu pela sexta vez

Temer acusado de organização criminosa vira réu pela sexta vez TEMER RÉU SEXTA VEZ

O ex-presidente Michel Temer virou réu pela sexta vez. O juiz Marcus Vinícius Reis Batos, da Justiça Federal de Brasília, decidiu aceitar o inquérito contra Temer nesta segunda-feira (03), por organização criminosa.

A apuração envolve também os ex-ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco.

A denúncia, datada de 2017, pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aponta Temer de comandar um organização criminosa e de tentar obstruir as investigações da Operação lava Jato.

Como Temer perdeu o foro privilegiado, sua acusação foi remetida para a Justiça de Primeira instância.

Nela, em abril passado, o Ministério Público Federal de Brasília confirmou as acusações sustentadas pela PGR. Agora, o juiz aceitou as acusações, transformando o ex-mandatário em réu, pela sexta vez.

Em nota, a defesa de Temer acusou se tratar “de mais uma acusação nascida da negociata feita entre o ex-Procuradora-Geral da República e notórios e confessos criminosos”.

A referência do advogado Eduardo Carnelós é sobre as delações premiadas dos donos da JBS, os irmãos Batista.

“Para livrarem-se da responsabilidade pelos tantos crimes que confessam e ainda usufruírem livremente dos bens amealhados, estes, nas palavras de um deles em recente entrevista, entregaram o produto exigido pelo ex-PGR, que era acusar o então Presidente da República”, sustetou a defesa.

No comunicado, o advogado de Temer ainda disse que o ex-mandatário “nunca integrou organização criminosa nem obstruiu a justiça”, acreditando que “essa acusação será desmascarada a seu tempo”.

GGN

Comentários

comentários

Veja também