Carlos Lima
Hoje dia 17/07/2018 às 17:39:05

Política
Carlos Lima | Publicado em 15/06/2018 às 09:58:40

Governo altera busca em site do planalto , para pesquisa de discurso do Presidente

Governo altera busca em site do planalto , para pesquisa de discurso do Presidente

Um dia após  publicar uma reportagem mostrando que o presidente Michel Temer (MDB) quase não trata do tema corrupção em seus discursos, o Palácio do Planalto alterou o sistema de buscas em seu portal na internet, o que dificulta a procura pelos temas de interesse dos cidadãos. Antes, era possível pesquisar especificamente na área de discursos se o presidente havia usado uma ou outra palavra, entre elas, “corrupção”. Desde esta quinta, não é mais.
Na quarta-feira, uma reportagem do EL PAÍS baseada em um levantamento feito pela ONG Transparência Internacional mostrou que em apenas 2 dos 349 discursos presidenciais, Temer falou sobre corrupção. Foi por intermédio do mecanismo de buscas dos sites do Planalto e do Itamaraty que os pesquisadores da ONG chegaram a esse resultado.

Para o diretor-executivo da Transparência Internacional, Bruno Brandão, a decisão do Governo de alterar o sistema de buscas demonstra uma falta de sensibilidade da gestão Temer com a transparência. “Se de fato foi uma ação deliberada, é uma atitude covarde. É se esconder do público, dos olhos da população, é colocar um véu sobre os discursos do presidente”, afirmou.

ampliar fotoAté terça-feira, havia buscador sobre discursos.

Para se analisar o que Temer tratou em seus pronunciamentos oficiais, agora, é necessário ler cada um deles para identificar quais os temas foram abordados. “Qual a melhor maneira de se esconder um elefante? Não é camuflá-lo. Quando você tem uma informação relevante e quer ocultá-la, você a coloca em um bloco imenso de informações desorganizadas, desestruturadas e pouco acessíveis. É a melhor forma de escondê-la”, ponderou Brandão.

ampliar fotoApós a mudança e a publicação da reportagem, na quarta-feira, o buscador sumiu.

Procurado para comentar o assunto nesta quinta-feira, o Palácio do Planalto informou que o portal do Governo está sendo reformulado “para agilizar a navegação do usuário e, consequentemente, as buscas por notícias e outras informações”. Informou que o objetivo das alterações são para dar mais transparência aos conteúdos e que Temer já tratou do tema corrupção em seus discursos de maneira direta e indireta. O Governo não informou, contudo, quando as mudanças no site estarão disponíveis.

Rejeição e corrupção
Michel Temer é rejeitado por 82% dos brasileiros, conforme a última pesquisa do instituto Datafolha. Apesar dessa recusa à administração dele ser recorde entre todos os presidentes, os escândalos de corrupção que pululam em sua gestão impactaram menos do que a crise econômica, na avaliação das pessoas entrevistadas pelo instituto. Entre os entrevistados, 15% alegaram que a nota negativa para o emedebista ocorre por causa de corrupção e desonestidade e 7% o classificaram como corrupto ou ladrão. Enquanto que os que entenderam que a economia é o que mais pesa contra o presidente somam 51%.

Na avaliação do dirigente da Transparência Internacional, é natural que o desemprego e a redução na renda do trabalhador influenciem diretamente no resultado da pesquisa do Datafolha. No entanto, não há de se subestimar os números do instituto. Em fevereiro deste ano, um levantamento do Ibope e da Confederação Nacional da Indústria concluiu que o cidadão brasileiro está mais preocupado com o desemprego e a corrupção do que temas que antes eram mais sensíveis, como segurança pública e saúde.

Afonso Benites

 

Comentários

comentários

Veja também