Carlos Lima
Hoje dia 22/08/2019 às 06:08:51

Política
Carlos Lima | Publicado em 25/07/2019 às 11:48:56

Gurovitz, do G1: investigação da PF pode derrubar versão de Moro e Dallagnol

Gurovitz, do G1: investigação da PF pode derrubar versão de Moro e Dallagnol Ninguém mais tem medo de cara feia

O colunista do G1 Helio Gurovitz afirma que as prisões da “hackers” suspeitos de invadir o celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e procuradores da Operação lava Jato, poderão se voltar contra Moro e o procurador Deltan Dallagnol.

“Permitirá afirmar, enfim, se a narrativa do ‘hacker’, das ‘supostas mensagens’ (seja lá o que isso signifique…) e da manipulação tem consistência ou se não passou de cortina de fumaça para desviar a atenção do conteúdo comprometedor. Cortina de fumaça que, uma vez examinada de perto e dissipada, poderá revelar a transparência de um vidro antes embaçado, em que Moro, Dallagnol e companhia darão com a cabeça”, avalia.

“A investigação da PF desmentiu a sofisticação atribuída aos invasores e pode comprometer sua versão para os fatos”.

De acordo com o jornalista, “a investigação da PF poderá, enfim, esclarecer outra dúvida ainda maior, que paira sobre o caso desde o início: as conversas afinal são autênticas?

Moro, o procurador Deltan Dallagnol, o governo e seus aliados políticos se recusam a reconhecer a autenticidade dos diálogos comprometedores.

Afirmam que são resultado de crimes cometidos por ‘hackers’ e insinuam que podem ter sido facilmente manipulados pelos criminosos ou pelos próprios jornalistas”.

“Nem Moro, nem Dallagnol foram capazes, contudo, de comprovar um único caso concreto de manipulação ou falsificação. Ao contrário, jornalistas de veículos que publicaram as mensagens conferiram os diálogos que eles próprios haviam mantido com as autoridades e atestaram-lhes a veracidade”, diz.

“Se a confissão de Delgatti tem valor, o acesso a seus equipamentos digitais permitirá verificar a data e o conteúdo capturado”.

Com informações de Helio Gurovitz

Comentários

comentários

Veja também