Carlos Lima
Hoje dia 20/09/2018 às 12:46:30

Política
Carlos Lima | Publicado em 19/11/2016 às 13:39:54

Juiz acusa Garotinho e filho de oferecer R$ 5 milhões para não serem presos

Novas denuncias

Juiz acusa Garotinho e filho de oferecer R$ 5 milhões para não serem presos Garotinho preso

O ex-governador Anthony Garotinho e seu filho Wladimir Matheus são acusados pelo juiz da 100ª Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes, Glaucenir Silva de Oliveira de oferecer propinas de até R$ 5 milhões para evitar serem presos.

A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE/RJ) requereu à Polícia Federal a instauração de inquérito para apurar a denúncia do juiz da 100ª Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes, Glaucenir Silva de Oliveira.

Segundo a denúncia, Garotinho e seu filho ofereceram, por intermédio de terceiros, a pessoas conhecidas pelo juiz propinas de R$ 1,5 milhão e R$ 5 milhões para influenciar as decisões do magistrado.

O juiz eleitoral Glaucenir Silva de Oliveira foi o mesmo que determinou a prisão de Garotinho e, em seguida, sua transferência do Hospital Souza Aguiar para o Complexo Penitenciário de Bangu.

Por meio de ofício, o procurador regional eleitoral Sidney Madruga ressaltou que os fatos configurariam um caso explícito de corrupção.

“Os fatos serão apurados, em caráter urgente, pelo Ministério Público e Policia Federal, pois a situação retratada pelo Magistrado é extremamente grave”, diz o procurador.

Na noite de sexta-feira, a PRE também expediu ofícios em caráter de urgência ao Ministério Público Estadual e para o Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE/RJ).

No ofício ao procurador-geral de Justiça Marfan Vieira, o procurador eleitoral pede que a Promotoria em Campos tome as medidas necessárias para reprimir possíveis ilícitos criminais e eleitorais cometidos por pai e filho.

No ofício ao presidente do TRE, a PRE dá ciência da abertura iminente de um inquérito da Polícia Federal para apurar os fatos narrados pelo juiz em Campos.

Reiters

Comentários

comentários

Veja também