Carlos Lima
Hoje dia 18/11/2017 às 17:42:13

Política
Carlos Lima | Publicado em 02/11/2017 às 23:00:38

Meirelles: candidato do “mercado”, mas sem comprador

Meirelles: candidato do “mercado”, mas sem comprador Henrique Meireles candidato a Presidente da República

A vaidade e a soberba levam o ser humano a situações ridículas.

É o caso do senhor Henrique Meirelles.

Quer-se candidato a Presidente da República, como se este fosse um cargo de “CEO” numa corporação.

O que dirá para se habilitar diante do povo?

Que é tão bom que presidiu um banco americano? Que Lula deve a ele seu sucesso econômico? Que é um homem honesto, pois não precisa de dinheiro, pois ganhou  R$ 217 milhões em 2016, só com a firma de consultoria que recebi dos irmãos Batista? Sem contar a “gorjeta” de mais R$2,5 milhões de sua aposentadoria, aos 57 anos.

Uma bagatela de R$ 18, 3 milhões ao mês, o mesmo que ganham 20 mil trabalhadores de salário mínimo.

Pois é triste avisar ao senhor Meirelles que nem mesmo entre o “mercado” sua candidatura fará sucesso, porque o mercado não é burro e nãi aposta em cavalo matungo.

Qualquer Huck ou Dória lhe dá de dez, Ministro.

Eles vendem, além de complementos vitamínicos, um “glamour” que o senhor não vende.

Sabe por que? Porque eles vendem esperteza e o senhor que vender competência.

Não há dúvidas de que o senhor trabalha e se dedica ao trabalho como poucos.

Mas como uma mula, é infértil.

Não produz nada de novo, apenas repete esquemas que, por si sós, já se provaram fracassados socialmente.

Como a Delfim Neto, de quem ninguém duvida da capacidade econômica, sabe-se que de seu bolo não sobram nem farelos para o povão.

O pouco de bom-senso que lhe resta o fez desmentir a manchete da Veja, para não cair no ridículo de nem pontuar nas pesquisas , mas se manter como tábua do desespero do capital.

Seja candidato, Dr. Meirelles e entenda como funciona a democracia.

Porque, na democracia, o senhor não resiste a uma só pergunta: quanto Joesley Batista lhe pagava por mês?

O senhor, economista e negocista,   a quem ninguém recusa capacidad,e sabe que tudo tem seu custo, que tudo tem seu preço.

Será a hora de pagá-lo diante do povo brasileiro.

FERNANDO BRITO

Comentários

comentários

Veja também