Carlos Lima
Hoje dia 06/12/2019 às 09:11:56

Política
Carlos Lima | Publicado em 09/11/2019 às 09:31:46

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL América Latina comemora liberdade de Lula

Viver com 100 dólares por mês no Brasil. Desemprego e trabalho informal fazem com que metade da população do país subsista com 50% do salário mínimo. Metade da população brasileira, 104 milhões de pessoas, viveu em 2018 com uma média de 100 dólares (92 euros) per capita por mês, segundo dados de uma pesquisa oficial publicada em outubro.

São brasileiros que perderam parte de sua renda após a recessão que começou em 2015 e não se recuperaram novamente. A PNAD também revelou que a desigualdade piorou no Brasil. A renda familiar dos 5% mais pobres diminuiu 3,8% de 2017 a 2018, enquanto a dos mais ricos (1% da população) cresceu 8,2%. (El País, Espanha) | bit.ly/33tOMcP

POLÍTICA EXTERNA. Alinhado aos EUA, Brasil deve votar a favor do embargo à Cuba na ONU. Em clima de acirramento das tensões, a Assembleia Geral da ONU votará nesta quinta-feira (7) uma resolução para colocar um fim ao embargo imposto há décadas pelos Estados Unidos a Cuba. Devido ao alinhamento do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, ao governo americano, o Brasil deve votar a favor do bloqueio, rompendo uma tradição de quase três décadas. (RFI, França) | bit.ly/2NOGaqq

BOLSONARO. Bolsonaro passa Cultura para a alçada de ministro investigado. Secretaria de estado, que vai passar a ser gerida por Rodrigo Alvim, gestor que atacou Fernanda Montenegro, fica agora sob a tutela do ministro Marcelo Álvaro Antônio, acusado pelo ministério público de associação criminosa e outros crimes. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2WTpKRE

BOLSONARO. Um arauto da cruzada antiesquerda na Cultura. Roberto Alvim, nomeado Secretário da Cultura do presidente brasileiro Bolsonaro, declara guerra às ideias de esquerda. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/2pJFaMs

GREENWALD. Colunista de direita dá um soco no jornalista Glenn Greenwald em programa de rádio no Brasil. A política amargamente dividida do Brasil alcançou um novo nível mais baixo na quinta-feira, quando um colunista de direita bateu no rosto do jornalista americano Glenn Greenwald ao vivo em programa de rádio. Greenwald se tornou uma figura central na política brasileira depois de publicar uma série de artigos desafiando a legitimidade da maior investigação de corrupção do país. Sua reportagem – baseada em um grande número de mensagens vazadas de telefones celulares – tem sido particularmente prejudicial para o governo de Jair Bolsonaro, fazendo de Greenwald uma figura de ódio para aqueles da extrema direita do Brasil, que o acusaram de invasão ilegal. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2K2Tjej

GREENWALD. Greenwald e um jornalista de direita são atingidos em um programa de rádio brasileiro. Augusto Nunes bateu nele quando o colunista de ‘The Intercept’ o chamou de covarde por ter sugerido que estava cuidando de seus filhos. (El País, Espanha) | bit.ly/33uhwlt

GREENWALD. Glenn Greenwald levou um tapa na cara por um colunista brasileiro durante a transmissão ao vivo. Uma transmissão de rádio ao vivo com um colunista brasileiro conservador e o jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que mora no Rio, se transformou em uma briga física na quinta-feira, revelando a extraordinária polarização política que domina o maior país da América Latina. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2rqyvXR

LULA E A DECISÃO DO STF SOBRE O TRÂNSITO EM JULGADO

L’Humanité, França | Início da contagem para libertar Lula. Injustamente preso há um ano e meio, o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva poderá em breve ser libertado da prisão, após julgamento em 7 de novembro pelo Supremo Tribunal Federal.

A porta da liberdade poderia finalmente se abrir para Lula. Por seis votos a favor e cinco contra, os juízes do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram, em 7 de novembro, alterar a jurisprudência atual que permitia aprisionar o acusado, enquanto seus recursos não estavam esgotados.

Os advogados do histórico fundador do Partido dos Trabalhadores (PT-esquerda) anunciaram que entrariam com um pedido de libertação imediata hoje. A votação do STF corrige seus próprios erros.

Em 2016 essa alta autoridade legal adotou essa controvertida jurisprudência por contrariar a Constituição de 1988, e o Código Penal, para o qual prevalece a presunção de inocência. Essa decisão abriu o caminho para a arbitrariedade. | bit.ly/2pWNOaa

The Guardian, Inglaterra | Lula: ex-presidente do Brasil pode ser libertado da prisão após decisão judicial. Tribunal afirma que pessoas, incluindo o ex-presidente não podem ser presas até que todos os recursos sejam esgotados. O tribunal decidiu em uma votação de 6 a 5 na quinta-feira que uma pessoa pode ser presa somente depois que todos os apelos aos tribunais superiores estiverem esgotados.

O voto de desempate foi proferido pelo Presidente do Tribunal, José Dias Toffoli. Lula, universalmente conhecido como Lula, tinha sido o favorito para vencer a eleição presidencial de 2018, mas sua condenação o proibiu de concorrer. Ele continua sendo uma figura popular da esquerda, cujos políticos e eleitores pediram sua libertação. | bit.ly/2WW8DyB

Página 12, Argentina | A porta se abre para Lula Livre. 579 dias depois que ele foi internado na prisão de Curitiba. O Supremo Tribunal Federal votou de 6 a 5 para mudar sua doutrina sobre prisão preventiva. É uma vitória do ex-presidente do Brasil e uma derrota de seus antagonistas: Bolsonaro e Moro.

Minutos antes das 22 horas, o presidente da Corte, Antonio Dias Toffoli, deu sua opinião a favor do político. Dessa forma, ele concluiu uma sessão tensa. A tensão dramática cresceu como marcador de uma partida de futebol: às 15 horas, havia cinco juízes contra e três a favor de Lula.

Mas dali vieram, um a um, os votos que levaram ao grito “Lula Livre!” dado pelos militantes concentrados em frente ao Palácio da Justiça, na Plaza dos Três Poderes, em Brasília. | bit.ly/2NUyvH4 | bit.ly/33uYDiu

Página 12, Argentina | Alberto Fernández feliz com a decisão em favor de Lula. As notícias da possibilidade de Lula recuperar sua liberdade animaram e aplaudiram Alberto Fernández.

O presidente eleito expressou sua satisfação por meio de sua conta no Twitter, onde escreveu: “O Supremo Tribunal Federal brasileiro decidiu que as sentenças de prisão só podem ser executadas uma vez esgotadas todas as instâncias.

É  a mesma coisa que estamos reivindicando na Argentina há muito tempo. anos. Valeu a pena a demanda de tantos! # LulaLivreAmanhã! “ | bit.ly/2Cqj1Wc

El País, Espanha | O Supremo do Brasil abre as portas para a liberdade do ex-presidente Lula da Silva. A decisão dos juízes indica que a prisão só será emitida quando houver uma decisão definitiva e representa um revés para a Operação ‘Lava Jato’.

Em uma decisão controversa, emitida na quinta-feira, o Tribunal anulou a jurisprudência que havia estabelecido em 2016 e com a qual permitiu executar uma sentença de prisão depois de ter sido confirmada em segunda instância.

Os advogados do ex-presidente asseguraram que solicitariam sua libertação imediata e reiteraram o pedido para que o Tribunal julgue uma petição pendente solicitando a anulação de todo o processo. Além de Lula, essa decisão também beneficiará 4.895 presos. (El País, Espanha) | bit.ly/2JZ1KXZ

El Mundo, Espanha | O Supremo Tribunal Federal abre a porta para Lula sair da prisão. A mais alta corte do país decidiu que ninguém pode ser preso até que ele esgote todos os recursos.

O ex-presidente poderia se beneficiar dessa decisão e deixar a prisão de Curitiba nos próximos dias. O efeito não é imediato, a liberação deve ser autorizada pelo juiz responsável pela execução da sentença de Lula, Carolina Lebbos, e a lei não estipula um período específico, embora seja esperado que seja rápido.

Enquanto isso, Lula permanece na cela da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde está desde abril de 2018. | bit.ly/2PXl7ok

Le Monde, França | O ex-presidente Lula poderá em breve ser libertado da prisão. Condenado no caso “Lava Jato”, ele cumpre uma pena de oito anos e dez meses de prisão desde abril de 2018 por corrupção, após um julgamento muito controverso. | bit.ly/2NOGqpo

Le Soir, Bérgica | O Supremo Tribunal do Brasil tomou uma decisão que pode libertar Lula. Imediatamente após a decisão, os advogados de Lula anunciaram que buscariam a libertação do “ex-presidente que foi injustamente preso por 579 dias”. | bit.ly/2NW6oas

Le Journal du Dimanche, França | O ex-presidente Lula em breve estará livre? Os advogados do ex-presidente brasileiro Lula exigem a “libertação imediata” de seu cliente, em custódia desde abril de 2018, após seu sucesso no Supremo Tribunal Federal.

Na quinta-feira, o tribunal declarou inconstitucional o encarceramento do ex-líder condenado por condenação até que todos os seus recursos fossem esgotados. | bit.ly/34LuE6b

Diário de Notícias, Portugal | Supremo decide: Lula pode sair em liberdade a qualquer momento. Por seis votos contra cinco, os juízes determinaram só mandar prender condenados após o trânsito em julgado, entendimento que favorece o antigo presidente.

Advogados já pediram a sua saída. Entretanto, para já, o político não disporá da possibilidade de se candidatar a cargos públicos. | bit.ly/2NqDDDM

Diário Correo, Peru | Defesa de Lula solicitará liberdade imediata após a decisão do Supremo. O STF determinou que a prisão de uma pessoa condenada somente em 2ª instância é inconstitucional. | bit.ly/36MOVtG

Expresso, Portugal | bit.ly/2oYnUCv

The New York Times, EUA | nyti.ms/2K2TEh5

El Diário, Espanha | bit.ly/2rnFpNr

ABC, Espanha | bit.ly/36KoR2v

Les Echos, França | bit.ly/2CoCTZB

Le Figaro, França | bit.ly/2pSK0H5

Tiempo Argentino, Argentina | bit.ly/2qyCrVZ

Le Nouvel Observateur, França | bit.ly/2CsmPWW

La Presse, Canadá | bit.ly/32t4TWv

L’Express, França | bit.ly/2rlv4S5

Le Parisien, França | bit.ly/34RM29t

The Wall Street Journal, EUA) | on.wsj.com/2Cmet33

La Repubblica, Itália | bit.ly/32uPNzT

La Stampa, Itália | bit.ly/36K7Sxd

HuffPost, EUA | bit.ly/33pq11f

Público, Portugal | bit.ly/2Cra8eM

La Vanguardia, Espanha | bit.ly/34IWGPK

The Washington Post, EUA | wapo.st/2NrRl9C

Tribune de Genève, Suíça | bit.ly/32u6ziC

La Diária, Uruguai | bit.ly/2JYOQcE

El Clarín, Argentina | bit.ly/34Lv9gz

La Nación, Argentina | bit.ly/2JZJBtq

El Espectador, Colômbia | bit.ly/2qCY7QF

Los Angeles Times, EUA | lat.ms/2NVKgNB

The Sydney Morning Herald, Austrália | bit.ly/34IDKk4

El Mercúrio, Chile | bit.ly/2CnFX8b

Telesur, Venezuela | bit.ly/33vNJJb

El Desconcierto, Chile | bit.ly/2Nx9hQh

Últimas Notícias, Venezuela | bit.ly/2rpUOwQ

El País, Uruguai | tinyurl.com/y3544cqv

Perfil, Argentina | tinyurl.com/y2nlm5pj

Al Jazeera, Catar | tinyurl.com/yxdzt67c

Carlos Eduardo Silveira

Comentários

comentários

Veja também