Carlos Lima
Hoje dia 20/09/2018 às 17:03:09

Política
Carlos Lima | Publicado em 30/08/2018 às 08:52:36

Pastor evangélico dava dinheiro às crianças que estuprava

Pastor evangélico dava dinheiro às crianças que estuprava Pastor, evangélico, estuprando

O pastor evangélico Justino Ireno, de 53 anos, foi preso nesta terça-feira (28) na cidade de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá (MT).

O religioso, que foi denunciado pela mãe de duas vítimas, teria abusado sexualmente de pelo menos 10 crianças e adolescentes que frequentavam a sua igreja.

Segundo a mulher que denunciou o pastor, os filhos apresentaram um comportamento diferente do normal. Questionados, os meninos contaram que eles e outros colegas eram abusados por Justino.

De acordo com a polícia, o homem utilizava a condição de pastor para se aproximar das famílias até adquirir a confiança dos pais. Em seguida, cometia os crimes contra as crianças.

O delegado Cláudio Alvares Santana informou ainda que o pastor dava dinheiro às vítimas depois de cometer os abusos.

“As crianças confirmaram os abusos sexuais praticados pelo suspeito, cometido na igreja que fica aos fundos da casa dele”, disse o delegado.

“A mãe de duas dessas vítimas disse que um deles mudou de comportamento. Comprava coisas e aparecia com dinheiro em casa. Ele dizia para a mãe que o pastor dava o dinheiro como presente. A mãe não desconfiava pela condição dele ser religioso”, completou o delegado.

“O pastor fazia o convite para as crianças irem até a igreja quando não havia ninguém por lá para receber conselhos e fazer leituras religiosas. Existem relatos que ele praticou os abusos na frente de duas, três e outras crianças, que assistiam. Depois, ele dava dinheiro em quantias que iam de R$ 10 até R$ 50”, finalizou o delegado.

Na delegacia, as vítimas tiveram medo de apontar o pastor como autor dos estupros, além de sentirem vergonha de confessar que foram abusadas. O pastor Justino vai responder criminalmente por estupro de vulnerável e corrupção de menor.

Luis Soares

Comentários

comentários

Veja também