PSL confirma punições a deputados e Eduardo Bolsonaro é suspenso por 12 meses

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
(Foto: Will Shutter - Câmara)

O Diretório Nacional do PSL confirmou as punições impostas a 18 deputados e que variam da advertência à suspensão das atividades partidárias. O deputado federal e líder da bancada, Eduardo Bolsonaro (SP), recebeu 12 meses de suspensão, uma das maiores punições impostas pela direção da legenda. Com isso, ele poderá ser destituído do cargo de liderança. Outros 14 deputados tiveram suas atividades partidárias suspensas por períodos que variam entre 3 e 10 meses e outros quatro foram advertidos.

Segundo os bolsonaristas, porém a destituição de Eduardo Bolsonaro da liderança poderá ser questionada , já que o regimento interno da Câmara prevê que a liderança seja exercida pela maioria dos integrantes da legenda, não havendo menções ao fato do parlamentar estar suspenso das atividades partidárias.

O caso deverá ser encaminhado para análise pela Secretaria-Geral da Mesa  Diretora da Câmara.

247

OUTRAS NOTÍCIAS