Carlos Lima
Hoje dia 26/05/2019 às 06:54:21

Prefeitura
Carlos Lima | Publicado em 25/02/2019 às 13:49:25

O Prefeito Colbert Martins assinou o pedido de inscrição de Feira de Santana em programa da ONU

O Prefeito Colbert Martins assinou o  pedido de inscrição de Feira de Santana em programa da ONU 500x300

Feira de Santana em breve vai fazer parte da campanha “Construindo Cidades Resilientes”, lançada em 2010 pelo Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres – UNISDR/ONU.

O pedido de inscrição do município foi assinado pelo prefeito Colbert Martins Filho, nesta segunda-feira, 25, durante a abertura da Semana Municipal de Proteção e Defesa Civil.

Ao passar a fazer parte da campanha, o município entra nos programas estabelecidos pela ONU para que esteja preparado para eventos de origem natural ou tecnológica.

Metas deverão ser cumpridas, através de ações e obras de infraestrutura, além de integração dos órgãos para que consiga o título de “Cidade Resiliente”.

“Já temos muita coisa sendo realizada, a exemplo da Unamacs, cursos de preparação e os simulados. Estamos no caminho de construir.

Precisamos de mais participação.

Com essa inserção no programa, vamos dar um grande passo”, destacou o coordenador de Defesa Civil, Pedro Américo (foto).

Devemos estar prontos para que não aconteça o pior

O prefeito Colbert Martins (foto) afirmou que todos os esforços estão sendo realizados para que Feira de Santana esteja preparada para agir caso aconteça algum tipo de desastre.

Além do pedido de inserção no programa da ONU, o gestor municipal também assinou o projeto que organiza todas as atividades de Defesa Civil e Segurança Pública.

O texto foi encaminha para a Câmara Municipal para apreciação do legislativo.

Lembrando da recente tragédia ocorrida em Brumadinho, Minas Gerais, o prefeito destacou que a informação deve ser uma ferramenta fundamental.

“Fiz questão de convocar os especialistas de tecnologias na gestão para participar. Nos Estados Unidos as pessoas são informadas de um possível evento natural antes mesmo dele acontecer. Podemos fazer isso também”.

Completou afirmando que estar preparado é o ponto principal. “Sou muito religioso e acredito em Deus. Mas não basta só ter fé e pedir para não acontecer um desastre natural.

É preciso estar pronto para que não aconteça o pior”.

Um marco para a cidade, destaca palestrante

“Esse momento que estamos vivenciando aqui é um marco para Feira de Santana”. É o que afirmou a primeira palestrante da Semana Municipal de Proteção e Defesa Civil, a vice-presidente da Associação Brasileira de Pesquisa Científica, Tecnologia e Inovação em Redução de Riscos e Desastres, Patrícia Raquel da Silva Sottoriva (foto).

Patrícia Raquel abordou um tema muito importante na construção de uma cidade resiliente: o fortalecimento da capacidade financeira.

Durante sua palestra, trouxe exemplos de êxito de outras cidades brasileiras.

Um deles foi de Curitiba, que utiliza os parques lineares como ferramentas de evitar alagamentos na cidade.

“Trazer essa experiência vivida em outras cidades e estados é muito importante.

É a prova que pode ser utilizado em outros lugares. Mas é preciso um trabalho conjunto.

Todas as secretárias devem estar em consonância”, destaca a palestrante.

Evento segue até dia 1º de março

Ainda na tarde desta segunda-feira, 25, haverá mais palestra. Um dos palestrantes é o presidente da Associação Brasileira de Pesquisa Científica, Tecnologia e Inovação em Redução de Riscos e Desastres, Roberto Guimarães.

Na terça-feira, 26, também teremos as palestras do técnico de Segurança do Trabalho do Município de Feira de Santana, Antonio Sérgio Aras; a diretora de Resiliência de Salvador, Adriana Campelo; e a Pós-Doutorada em aplicação de Soluções de Engenharia para Monitoramento de Riscos e Prevenção de Desastres Naturais, Alexandra Passuello.

Dia 28 de fevereiro um curso de primeiros socorros será ofertado na Escola Crescer no Caminho, no bairro Tomba, para os professores da instituição.

O objetivo é informar sobre as medidas que devem ser tomadas e também o que não deve ser realizado no momento de atendimento básico às vítimas de algum tipo de acidente.

Para encerrar, no dia 1º de março será realizado o Simulado de Evacuação de Emergência, na Escola Municipal Alberto do Carmo, no conjunto Feira IX.

O evento vai contar com a presença da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Civil.

Estiveram presentes neste primeiro dia de evento o secretário de Prevenção à Violência e Promoção de Direitos Humanos, Pablo Roberto; a coordenadora do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Maysa Macêdo; e representantes de órgãos públicos e da sociedade civil.

PMFS

Comentários

comentários

Veja também