Carlos Lima
Hoje dia 20/05/2018 às 15:51:38

Região
Carlos Lima | Publicado em 05/02/2018 às 11:00:54

Corpo de nemino é achado às margens de rio em Camaçari

Corpo de nemino é achado às margens de rio em Camaçari Corpo é encontrado às margens do Rio Capivara em Camaçari

O corpo de um menino de 4 anos foi encontrado na manhã de domingo (4), às margens do Rio Capivara, próximo à aldeia hippie de Arembepe, no município de Camaçari, região metropolitana de Salvador.

De acordo com a polícia, a mãe da criança, Grazielle de Santana da Silva, de 28 anos, é a principal supeita de ter matado o menino e teria confessado o crime a uma vizinha. Após a revelação, ainda conforme as investigações policiais, Grazielle se jogou na frente de um carro na BA-099, também conhecida como Estrada do Coco. Ela morreu no local.

Segundo a polícia, Grazielle morava na localidade do Sangradouro, em Camaçari. Ela saiu de casa com o filho, Davi de Santana da Silva, na noite de terça-feira (30) e só na quinta-feira (1º) retornou sozinha, à casa de uma vizinha. À mulher, ela disse que tinha matado o filho, mas não detalhou como foi o crime.

Após a conversa com a vizinha, ainda na quinta-feira, Grazielle saiu e se jogou na frente de um carro na Estrada do Coco, na altura da localidade onde morava em Camaçari.

A polícia informou ainda que Grazielle sofria de esquizofrenia, mas familiares informaram que ela não estava tomando os remédios receitados pelo psiquiatra porque dizia que os medicamentos faziam com que ela engordasse.

Segundo a delegada titular da 26ª delegacia (DT/Abrantes), Maria Danielle Monteiro, após o desaparecimento de Grazielle com o filho, a família dela procurou a unidade policial na quarta-feira (31) e registrou o caso, mas Grazielle e Davi não foram achados.

A delegada detalhou ainda que somente o laudo pericial poderá determinar qual foi a causa da morte de Davi. A polícia instaurou um inquérito para investigar o caso, mas a principal hipótese com a qual trabalha é de que a mãe tenha cometido o homicídio.

Apesar de Grazielle ter se jogado na frente de um carro, policiais tentam identificar o motorista do veículo, já que ele não prestou socorro à mulher e fugiu do local.

G1

Comentários

comentários

Veja também