Carlos Lima
Hoje dia 26/06/2019 às 21:51:01

Região
Carlos Lima | Publicado em 12/02/2019 às 13:44:20

Foi preso o suspeito de estuprar e agredir uma turista de Brasília

Foi preso o suspeito de estuprar e agredir uma turista de Brasília — Foto: Divulgação/Polícia Civil

O homem suspeito de estuprar e agredir uma turista de Brasíliaenquanto ela passeava por uma praia de Maraú, região do sul da Bahia muito procurada por visitantes no verão, foi preso por volta das 23h50 de segunda-feira (11).

De acordo com informações levantadas na delegacia de Maraú, Joseílton Jorge Da Conceição, de 25 anos, trabalha como pescador na Praia da Ponta do Mutá, local onde o crime ocorreu.

Ainda não há informações sobre se ele já prestou depoimento.

Ainda segundo a polícia, Joseílton já havia sido detido em 2014, por suspeita de ter importunado sexualmente uma mulher, mas foi liberado por falta de provas.

Após a prisão dele, na noite de segunda, a polícia apresentou várias fotos de suspeitos para a vítima, que reconheceu o homem.

Ainda de acordo com informações da delegacia de Maraú, a vítima chegou a passar mal ao se deparar com o criminoso.

A Polícia Civil vai solicitar exame de comparação genética do liquido seminal encontrado nas vestes da vítima, e no próprio exame de corpo delito, com o perfil genético do autor.

Caso

Segundo informações da Polícia Civil, a turista, que tem 34 anos, foi violentada no domingo (10), na Praia da Ponta do Mutá.

A vítima não teve identidade divulgada.

A mulher prestou depoimento no mesmo dia, na Delegacia de Turismo de Ilhéus, e foi submetida a exame.

Segundo a 7ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Ilhéus), ela caminhava pela praia, quando pelo homem, que foi descrito por ela como moreno e magro, de aproximadamente 25 anos, com cabelo raspado, e que estava usando camiseta vermelha.

A vítima, conforme a polícia, tentou se livrar do criminoso após ser atacada, mas foi agredida com socos e chutes, antes de ser violentada sexualmente.

O suspeito será levado para o presidio Ariston Cardoso, em Ilhéus.

G1

Comentários

comentários

Veja também