Carlos Lima
Hoje dia 23/05/2018 às 22:37:24

Saúde
Carlos Lima | Publicado em 13/12/2017 às 16:48:38

RAIVA CANINA ESTÁ DE VOLTA EM FEIRA DE SANTANA

RAIVA CANINA ESTÁ DE VOLTA EM FEIRA DE SANTANA Raiva cacina

Feira de Santana tinha erradicado a raiva canina segundo informações da própria Secretaria de Saúde

A contaminação humana através de uma mordida de cão, não acontecia a mais de 25 anos, segundo dados estatísticos.

A criança residente no bairro Baraúnas que foi mordida por um cão e contaminada com raiva animal no mês de novembro, em Feira de Santana, recebe acompanhamento médico no Centro de Saúde Especializado Dr. Leone Coelho Leda e no Hospital Estadual da Criança.

O acidente aconteceu no dia 04 de novembro. Dois dias depois a vítima foi levada para o CSE, onde recebeu a primeira dose da vacina antirrábica.

A coordenadora do Centro de Zoonoses, Mirza Cordeiro, explicou que a contaminação se deu possivelmente através da mordida de um morcego no animal de estimação da família.

Ela se esqueceu de dizer que esse animal não foi vacinado na campanha municipal de vacinação, que acontecia duas vezes por ano e agora estão fazendo apenas uma vez.

Segundo os responsáveis pela campanha de vacinação animal, Feira de Santana tinha erradicado a raiva animal e só era necessário à campanha ser realizada uma vez por ano.

Nós criticamos essa posição, mesmo porque, as campanhas nunca atingia o que é preconizado pelo Ministério da Saúde.

Faltavam recursos, veículos e pessoal, tanto que, em quase todas as campanhas solicitavam a participação do exército.

 Na se o animal estivesse sido vacinado não teria sido contaminado pelo morcego, se é verdade que a contaminação aconteceu dessa forma.

Nesta segunda-feira, 11, o órgão afirmou ser  positiva a amostra para raiva animal.

A criança já recebeu três doses da vacina, além do soro antirrábico, aplicado no Hospital Estadual da Criança.

No dia de ontem (terça-feira), 12, a equipe do Centro de Controle de Zoonoses esteve na localidade onde o animal foi contaminado e realizou o bloqueio de foco em todo o quarteirão, resultando na vacinação de 68 cães e gatos.

Nessa quarta-feira (13) o trabalho continuou com o bloqueio vacinal em todas as outras vias da localidade.

As ações de prevenção à raiva animal no município, segundo o Centro de Zoonoses, são rotineiras.

Não podemos concordar com essa informação, a confiança na erradicação cresceu de tal maneira que o trabalho foi relaxado, inclusive se reduzindo a campanha de vacinação.

A consequência foi à contaminação de um ser humano.

Com a palavra o Centro de Zoonoses e a Secretaria de Saúde do município de Feira de Santana                                                                                                                                                                                                                                        Cljornal

Comentários

comentários

Veja também