A inflação dos produtos agropecuários no atacado perderam força em novembro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Inflação ligeiro aumento

Com tudo isso não ouve redução e a taxa se manteve elevada,  atingindo 2,48%.

Apenas no trimestre de setembro a novembro, os produtos agropecuários subiram 8,4% no atacado, 57% de toda a inflação acumulada nos últimos 12 meses nesse setor. Essa taxa foi de 14,72%.

Os dados são do IGP-DI, da FGV, que indica a batata-inglesa como a líder de alta no período. Os preços do produto subiram 67,6%.

Outro item de pressão veio da cana-de-açúcar e seus derivados, como o açúcar. O consumo mundial de açúcar acima da produção, a partir desta safra, ajuda a dar sustentação aos preços do produto.

Além disso, a alta do dólar tornou o açúcar brasileiro mais competitivo nas exportações, o que se refletiu também nos preços internos. A elevação do açúcar no atacado foi de 17% no mês passado.

Entre as principais baixas de preço no mês passado, estão soja, farelo e leite “in natura”, conforme a pesquisa do IGP-DI

Informações técnicas de especialistas e controladores do setor. São dados oficiais.

OUTRAS NOTÍCIAS