Agricultores familiares recebem o projeto Quintais Agroflorestais

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Agricultores familiares da microrregião de Senhor do Bonfim serão beneficiados com o projeto Quintais Agroflorestais, em todo o Estado, desenvolvido pela Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Reforma Agrária, Pesca e Aquicultura (Seagri). O projeto, que atenderá em torno de 110 famílias, na região, consiste na implementação de quintais residenciais produtivos, com base nos princípios agroecológicos de produção.

“Trata-se de um projeto de extrema importância para o agricultor familiar da nossa região, pois além de produzir alimentos saudáveis ele adquire autonomia com relação aos insumos utilizados, que passam a ser produzidos na própria fazenda”, afirmou Tahís Menezes Teixeira, bióloga e coordenadora regional da Assistência Técnica Social e Ambiental (ATES), do projeto.

 

Os Quintais Agroflorestais abrangerão, inicialmente, 21 comunidades que terão a oportunidade de produzir alimentos de qualidade, sem a utilização de agrotóxicos. A produção, que tem como prioridade o consumo familiar, terá o excedente comercializado, gerando renda extra para o agricultor.

Cumprindo etapas

Os agricultores que fizeram esta parceria com a EBDA, já participaram de uma capacitação inicial realizada pelos técnicos da empresa e estão sendo entrevistados, em uma fase de diagnóstico, para conhecimento da atual situação da unidade de produção.

Também foram capacitados 22 técnicos do Escritório Local da EBDA de Senhor do Bonfim, que trabalharão com o projeto, com a responsabilidade da implantação de cinco quintais, cada técnico.

A próxima etapa consiste na distribuição das mudas e orientação de plantio, juntamente com a entrega dos materiais que serão utilizados, tais como enxada, arame, madeira, dentre outros. O material utilizado no plantio é cedido pela EBDA, que também direciona seus técnicos para o acompanhamento do processo de produção.

Fonte: Seagri

OUTRAS NOTÍCIAS