Tempo - Tutiempo.net

Insatisfeito com Bolsonaro, parte do agronegócio busca viabilizar a terceira via

Parte do agronegócio vai deixar Bolsonaro

O agronegócio, que apoiou maciçamente a eleição de Jair Bolsonaro em 2018, encontra-se dividido quanto ao pleito presidencial deste ano.

De acordo com a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, parte do setor busca uma alternativa por meio da chamada terceira via em função das ameaças de boicote às exportações nacionais em função dos ataques ideológicos promovidos pelo próprio presidente a grandes importadores, como a China.

Uma das apostas, segundo a reportagem, é a possível entrada do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), na disputa presidencial, caso as pesquisas mostrem a sua viabilidade.

Uma outra ala, porém, nega que as polêmicas afetem o desempenho de Bolsonaro junto aos eleitores do setor.

“Eles (China) precisam tanto de nós quanto nós deles. Ficam criando essa celeuma que não existe.

Política é uma coisa, comércio é outra”, disse Frederico D’Ávila, ex-vice presidente da Aprosoja Brasil.

O discurso é semelhante ao feito por integrantes do Planalto.

Estão profundamente enganados.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS