Mortandade de peixes em açudes

Para minimizar os impactos causados pela seca nos açudes baianos, a Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Reforma Agrária, Pesca e Aquicultura do Estado da Bahia (Seagri), criou um plano de ação com medidas atenuantes.

 

A ação, segundo informações divulgadas pela empresa, visa evitar a mortandade de peixes, como ocorreu no açude Itarandi, no final de janeiro, quando chuvas torrenciais na região, aliadas ao acúmulo de material orgânico pós seca, provocaram aumento na produção de gás carbônico no local, próximo ao município de Conceição do Coité.

 

As atividades estão sendo articuladas com o Programa Vida Melhor, coordenado pela Casa Civil, e outras órgãos estaduais como a Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional, por meio da Companhia de Ação e Desenvolvimento Regional (CAR) e Secretaria do Meio Ambiente, pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).

Entre as medidas estabelecidas no plano de ação da Bahia Pesca estão visitas técnicas para apurar possíveis problemas ocasionados pelo pós seca, monitoramento da qualidade da água e, caso necessário, elaboração de um projeto de esgotamento sanitário. 

Fonte: Redação / Agecom

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS