Reforma agrária sai para 5 mil famílias

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Até o final do ano a presidente Dilma Rousseff deverá assinar 100 decretos de desapropriação de terras para a reforma agrária, em 21 estados brasileiros, beneficiando 5.050 famílias de trabalhadores rurais. A retomada do processo, anunciada em Brasília, foi vista com otimismo pelo deputado federal Valmir Assunção (PT), um dos mais contundentes críticos da lentidão do setor nos últimos anos.

Considerado um ano crítico para a reforma agrária, a assinatura de decretos de desapropriação de terra neste ano vinha sendo cobrada por Valmir, que considera que “a despeito de manter pleno apoio nas ações do governo federal e com o governador Jaques Wagner, os trabalhadores rurais sem terras não podem deixar de reivindicar as melhorias necessárias para o auxílio às famílias que vivem em acampamentos à espera das desapropriações”.

De acordo com o petista, “hoje temos, em todo o País, mais de 150 mil famílias acampadas à espera de lotes de terra. A maior concentração de acampados estaria na Bahia, com 50 mil famílias, todas elas ligadas ao MST.

Na Bahia, onde travamos uma luta constante para incremento da reforma agrária, fizemos várias ocupações e manifestações, e vimos cobrando, principalmente, agilidade da direção nacional do Incra e da própria justiça”, pontuou o deputado.

Fonte: Redação

OUTRAS NOTÍCIAS