Seca faz procura por crédito crescer 100%

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A seca na Bahia fez procura por crédito crescer e evidenciou a insuficiência da estrutura do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para atender à demanda estadual. O banco é o único a conceder o crédito emergencial. Atualmente, essa é uma das maiores queixas de produtores e entidades representativas do setor.

A Federação de Agricultura e Pecuária da Bahia (Facb) enviou para Brasília um documento em que, entre outras demandas, pede pela desburocratização do crédito emergencial. Em alguns casos, o recurso demora mais de dois meses para ser liberado.

De acordo com o BNB, o interesse pelo crédito emergencial aumentou 100%desde o ano passado. Em nove meses foram realizadas 63 mil operações de crédito.

O banco já aplicou R$ 500 milhões de cerca de R$ 1 bilhão destinado ao setor. Dessa quantia, R$ 450 milhões foi para o crédito emergencial.

A fim de acelerar o processo, o BNB deslocou 80 funcionários para realizar até sexta-feira 12, um mutirão nas agências de 13 cidades do semiárido. O objetivo da ação que começou em 1° de abril é zerar o estoque de mais de seis mil propostas em analise nas agências baianas, que totalizaram R$ 56 milhões. O mutirão deve beneficiar 250 cidades e 100 mil clientes.

Fonte: Redação / Seagri

OUTRAS NOTÍCIAS