Seca no município em debate

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Um dos temas debatidos na segunda assembléia ordinária do Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil do Município deste ano foi a situação do abastecimento de água da zona rural de Feira de Santana que está em estado de emergência devido a seca.

 

Uma das prioridades, diz o secretário de Agricultura e Recursos Hídricos Ozeny Moraes, é aumentar a oferta de água para a população dos distritos mais afetados pela seca – Bonfim de Feira, Jaguara e Governador João Durval Carneiro. “O aumento na quantidade de carros-pipa é fundamental, neste aspecto”, considera.

 

 

O fornecimento da água por carros-pipa é responsabilidade do Exército, através do 35º Batalhão de Infantaria, que se colocou à disposição para incrementar o serviço, no sentido de aumentar o uso dos caminhões. O secretário disse ainda que, em alguns locais, como nos povoados de Campestre e Rosário, em Humildes, a rede de abastecimento da Embasa passa perto de residências que não tem este serviço e que para acabar com o problema depende exclusivamente de medidas estruturantes, como o crescimento da rede da Embasa. “Nos povoados citados, o problema se agrava porque os moradores não tem a cultura de acumular água em reservatórios. Antes eles tinham as cisternas, que não mais produzem o suficiente”, completa.

Fonte: Redação / Secom

OUTRAS NOTÍCIAS