Seca no município em debate

Um dos temas debatidos na segunda assembléia ordinária do Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil do Município deste ano foi a situação do abastecimento de água da zona rural de Feira de Santana que está em estado de emergência devido a seca.

 

Uma das prioridades, diz o secretário de Agricultura e Recursos Hídricos Ozeny Moraes, é aumentar a oferta de água para a população dos distritos mais afetados pela seca – Bonfim de Feira, Jaguara e Governador João Durval Carneiro. “O aumento na quantidade de carros-pipa é fundamental, neste aspecto”, considera.

 

 

O fornecimento da água por carros-pipa é responsabilidade do Exército, através do 35º Batalhão de Infantaria, que se colocou à disposição para incrementar o serviço, no sentido de aumentar o uso dos caminhões. O secretário disse ainda que, em alguns locais, como nos povoados de Campestre e Rosário, em Humildes, a rede de abastecimento da Embasa passa perto de residências que não tem este serviço e que para acabar com o problema depende exclusivamente de medidas estruturantes, como o crescimento da rede da Embasa. “Nos povoados citados, o problema se agrava porque os moradores não tem a cultura de acumular água em reservatórios. Antes eles tinham as cisternas, que não mais produzem o suficiente”, completa.

Fonte: Redação / Secom

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS