Tempo - Tutiempo.net

As lágrimas do Salvador

Era noite em Jerusalém. A festa da Páscoa estava em pleno andamento.

As multidões se agitavam, enquanto Jesus se reunia com seus discípulos no cenáculo.

Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus instituiu a Santa Ceia, cantou um hino e desceu ao vale de Cedrom.

Judas Iscariotes, possuído pelo demônio, já havia saído para trair o Filho de DEUS.Os discípulos, já entendendo o que haveria de ocorrer, e muito tristes e cabisbaixos, caminham com Ele para o palco de sua prisão.

No sopé do Monte das Oliveiras, no Jardim do Getsêmani, Jesus é tomado por uma angústia mortal e pede a seus discípulos para vigiarem com Ele.

Nesse palco de horror, Jesus travou a mais renhida batalha da humanidade.

Debruçado com o rosto em terra, o Filho de DEUS orou por três vezes e suou sangue, rogando ao Pai para, se possível, passar dele o cálice da nossa salvação.

Naquele lugar onde se prensava o azeite, Jesus foi esmagado pela dor incomparável de se fazer pecado por nós.

Ali Jesus travou a batalha da oração, da solidão e da agonia. Ofereceu com forte clamor e lágrimas orações ao Pai.

Mas, nesse mesmo cenário, Jesus foi consolado pelo anjo de DEUS e saiu fortalecido para enfrentar a morte na cruz do calvário, enfrentando com altivez os seus algozes por todos nós.

MENSAGEM FINAL: Valorize as lágrimas derramadas por JESUS em seu favor e a morte no Calvário por seus pecados reconhecendo-o com o seu Salvador.

Fonte: Ávido Medeiros

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS