O Casarão que deveria ser uma casa de cultura vira especulação imobiliária em Feira de Santana

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O Casarão tido como um dos pontos históricos de Feira de Santana,  há alguns anos atrás foi totalmente reconstruído pela Prefeitura de Feira de Santana para se tornar numa Casa de Cultura,

O que até o presente momento não aconteceu.

Virou uma Fundação da família Pedra, sendo utilizado para festas de casamentos, batizados, churrascos, feijoadas e o dinheiro público aplicado no que seria a conservação de um patrimônio que fizera parte da história da cidade e que estaria  abrigando ações culturais se perdeu como fumaça no tempo.

Hoje o Casarão está completamente abandonado, servindo de ponto de uso de drogas e outras ações , entre elas a especulação imobiliária.

Casarão completamente abandonado
Parte dos terrenos próximos ao Casarão, entre as Ruas Senador Quintino e Araujo Pinho, que também pertencem à Família Pedra foram aterrados, e parte deles  comercializados.

O Casarão terá o mesmo destino em pouco tempo, é uma área bem valorizada, fica na parte mais alta do local.

A estratégia é o abandona, a deterioração e depois, a venda da área, é que se presumi no momento.

Uma triste visão do Casarão
O matagal toma conta de toda área do Casarão,  os moradores da rua logo atrás do prédio reclamam que os marginais e drogas estão fazendo uso do local, tirando a tranqüilidade dos moradores.

Até hoje não se entende como o município realizou uma reforma, ou melhor, reconstruiu o Casarão e o entregou sem nenhum ônus para a família Pedra, uma vez que poderia ter transformado numa Casa de Cultura, ou até mesmo na sede da Secretaria de Cultura do município.

O povo de Feira de Santana pagou pela reconstrução de uma propriedade privada, que em nada trouxe benefícios para a comunidade.

Está na hora da Prefeitura voltar a analisar essa situação, desapropriar o terreno do Casarão e torná-lo patrimônio cultural da cidade, ou rever, as condições pela qual a reconstrução do Casarão foi realizada.

Os investimentos na época foram altíssimos. O povo merece uma resposta.

cljornal

Casarão um retrato do abandono
Casarão um retrato do abandono

OUTRAS NOTÍCIAS