Tempo - Tutiempo.net

Soldado estadunidense ateia fogo ao próprio corpo em frente à embaixada de Israel para não ser cúmplice de um genocídio

Soldado estadunidense coloca fogo no corpo contra genocídio dos palestinos

Um membro da ativa da Força Aérea dos EUA ateou fogo a si mesmo em frente à embaixada israelense em Washington neste domingo em protesto contra a guerra o genocídio promovido pelo estado de Israel contra o povo palestino.

A vítima queimada, que se identificou no vídeo do incidente como Aaron Bushnell, de 25 anos, sucumbiu aos ferimentos na noite de domingo, segundo a jornalista independente Talia Jan

Ela que postou nas redes sociais está em contato com a família de Bushnell. Suas últimas palavras foram “Palestina livre”. Bushnell disse que não queria ser cúmplice de um genocídio.

Brasil

Uma revolta, um sentimento, uma dor profunda, Um ato de desespero contra a chacina que vem sendo perpetrada por Israel com apoio do seu país, uma coragem indomável. Optou em ferir a si mesmo do que aos semelhantes. Um exemplo raro e improdutivo, pois o ato não será reconhecido. Condená-lo, recriminá-lo, não temos condições e não devemos. Essa é uma ação que só ele pôde avaliar e tomar a decisão. Não tenham dúvidas ser um ato de muita coragem e convicção inabalável.

Carlos Lima

OUTRAS NOTÍCIAS