Americano afirma que caminhou em meio a fezes em Cruzeiro da Carnival Corp

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Um passageiro do navio de cruzeiro que ficou à deriva abriu um processo contra a Carnival Corp nesta sexta-feira (15) por causa das condições “horríveis”, incluindo ter de caminhar em meio a fezes humanas que transbordaram dos banheiros depois que a energia foi cortada por um incêndio.

O processo aberto por Cassie Terry, do Condado Brazoria, no Texas, alegou que a Carnival não forneceu uma embarcação com navegabilidade e condições sanitárias, de acordo com documentos judiciais.

Terry sofreu danos físicos e emocionais, inclusive ansiedade, nervosismo e perda do prazer de viver, de acordo com a queixa apresentada no tribunal federal de Miami.

O navio, com mais de 4.000 pessoas a bordo, foi atingido por um incêndio na casa de máquinas que o deixou à deriva por quatro dias na costa da península mexicana do Yucatán, no Golfo do México.

O cruzeiro ficou sem a energia necessária para preparar alimentos ou para levar água aos banheiros. Sem climatização, passageiros se viram obrigados a dormir no deck do navio.

O navio chegou, rebocado, ao porto de Mobile, Alabama, na noite de quinta-feira (14).

Fonte: Redação / R7

OUTRAS NOTÍCIAS