Bretas autoriza Messer a ficar com herança de R$ 11 milhões e triplicar patrimônio

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Bretas e Messer, justiça perfeita

uiz que persegue Cristiano Zanin com bloqueios ilegais autorizou o doleiro-delator Dario Messer a embolsar herança de R$ 11 milhões.

Com a liberação de Marcelo Bretas, valor em posse de Messer quase triplicou, saltando dos R$ 6.5 milhões acertados com o MP no acordo de delação para R$ 17,5 milhões

O juiz Marcelo Bretas, que determinou dias atrás o bloqueio de até R$ 237,3 milhões em bens e dinheiro do advogado Cristiano Zanin, a quem persegue diuturnamente, autorizou que o doleiro Dario Messer possa embolsar uma herança de R$ 11 milhões deixada a ele por sua mãe.

Com isso, o doleiro delator pode ficar com até R$ 17,5 milhões a mais do que o anunciado pela Lava Jato do Rio no fechamento de seu acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal.

Logo depois do acordo de delação com Messer, a Lava Jato chegou a divulgar que o doleiro ficaria com R$ 3,5 milhões de uma conta que ele mantinha nas Bahamas, mais um apartamento de 75 metros quadrados no Leblon, no Rio, avaliado em R$ 3 milhões — um total de R$ 6,5 milhões em patrimônio.

Adicionada a herança da mãe, Messer quase triplica o valor em sua posse, de R$ 6,5 milhões para R$ 17,5 milhões, informa o UOL.

Isso é uma justiça perfeita. kkkkkkkk

OUTRAS NOTÍCIAS