Empresa de Bill Gates investe US$ 100 mil em camisinha que promete mais prazer e maior resistência

 

A descoberta de um novo material em 2004 pode proporcionar uma revolução no mercado de camisinhas . A Fundação Bill e Melinda Gates investiu US$ 100 mil em uma pesquisa da Universidade de Manchester que promete desenvolver um produto mais resistente e que dá mais prazer durante as relações sexuais, iniciando a ‘próxima geração de camisinhas’.

Segundo o site da revista Galileu, o grafeno foi descoberto há nove anos e rendeu o prêmio Nobel de Física em 2010. Trabalhos apontam para possíveis aplicações do material em processadores ultra-rápidos e filtros para dessalinizar água.

O coordenador da equipe de Manchester que realiza a pesquisa acredita que as características da camisinha feita de grafeno ajudariam muito os casais: “O novo material vai ser mais fino, forte, elástico, seguro e, talvez o mais importante, dar mais prazer”, ressalta Aravind Vijayaraghavan.

O coordenador também afirma que um produto que proporcione mais prazer também pode estimular as pessoas a usarem camisinha, e assim diminuir o risco de transmitir doenças sexualmente transmissíveis: “Esse material vai ser pensado para aumentar a sensação natural durante a penetração enquanto se usa a camisinha, o que deve encorajar e promover o uso”, completa Vijayaraghavan.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS