PARA EXALTAR FHC DORIA OBTEVE R$ 950 MIL DA APEX

A Apex Brasil, agência do governo federal responsável pelo fomento à exportação, sob comando de David Barioni, se tornou uma das maiores patrocinadoras de eventos promovidos pelo grupo de João Doria Jr., pré-candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo.

Entre 2005 e 2014, a Apex patrocinou seis eventos do Grupo Doria. Só no ano passado, quando Barioni assumiu o órgão, as ajudas somaram R$ 950,5 mil – valor 25% mais alto do que os gastos de anos anteriores.

O tucano diz ser amigo do atual presidente da Apex há mais de 20 anos. Uma reportagem recente da ‘Folha de S. Paulo’, apontou que Doria fez pedidos de favores pessoais e ofereceu recepção luxuosa ao chefe da Apex em sua casa de veraneio em Campos do Jordão. O executivo também ofereceu estadia em sua casa de campo para o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Armando Monteiro, chefe do órgão ao qual a Apex é vinculada.

Questionada, a Apex informou que o aumento no volume de recursos destinados a eventos do Grupo Doria se deve a uma “estratégia”: “O grupo Lide [de Doria] congrega centenas de empresas de setores tradicionalmente apoiados pelas ações da Apex.”

O evento de Doria patrocinado pela Apex foi uma homenagem ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que recebeu o título de “homem do ano” em Nova York.

Dias atrás, Doria disse que pediria ao juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato, para “adiar a prisão do ex-presidente Lula” – o que lhe renderá um processo de indenização por danos morais.

Outra reportagem também revelou que Doria deu aval à sua esposa, Bia Doria, para que ela pedisse apoio à Apex para expor suas obras no exterior. Isso porque ela não estariam conseguindo levantar apoios pela Lei Rounet.

Daniela Lima

 

 

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS