Universidade americana cria ‘psicólogo virtual’

O Instituto para Tecnologias Criativas, da Universidade do Sul da Califórnia, é pioneiro na criação de humanos virtuais. E o resultado pode ajudar pessoas que precisam de um ombro amigo.
A terapeuta virtual senta em uma grande poltrona, movendo-se levemente e piscando naturalmente, aparentemente esperando que o indivíduo fique confortável diante da tela de TV. “Olá, eu sou a Ellie”, diz ela. “Obrigada por vir.”
“Não sou uma terapeuta, mas estou aqui para aprender sobre as pessoas e adoraria saber mais de você”, diz ela. “Tudo bem?”
A voz de Ellie é suave e calmante, e, à medida que faz perguntas cada vez mais pessoais, o paciente começa a responder como se falasse com uma pessoa real, e não uma imagem gerada por computador. A cada resposta, ele é assistido e estudado em detalhes por um mero sensor de jogos e uma webcam.
A forma como sorrir, o movimento dos olhos, o tom da voz e a linguagem corporal são registrados e analisados por um sistema informatizado, que informa Ellie quanto à melhor maneira de interagir com o paciente.
“Modo Mágico de Oz” é como o pesquisador Louis-Philippe Morency descreve esse experimento acadêmico. Numa sala ao lado, sua equipe controla o discurso de Ellie, mudando sua voz e sua linguagem corporal para tirar o máximo da conversa.
Pessoas de verdade respondem diariamente às perguntas de Ellie como parte da pesquisa do Instituto para Tecnologias Criativas (ICT na sigla em inglês), e o computador está pouco a pouco aprendendo como reagir em cada situação.

Fonte: Redação / BBC Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS