Tempo - Tutiempo.net

Articulação de Ronaldo para impor seu nome na condição de vice na chapa de ACM Neto dar com os burros n’água/ Por Sérgio Jones

Ronaldo e ACM Neto

Seria ridículo se não fosse patético o papel prestado pelo que se denomina em Feira de Santana, Rei Momo Dilsinho (Edsom Batista).

De acordo com o noticiário local, durante breve momento ao lado do pré-candidato ao governo do Estado da Bahia, ACM Neto (UB), que se encontrava participando de um evento político na manhã desta quinta-feira (26), na Câmara de Dirigentes Lojistas de Feira de Santana (CDL).

De forma intempestiva e aparentemente “espontânea” Dilsinho intimou, por várias vezes seguidas, para que Neto anunciasse o ex-prefeito José Ronaldo como o seu vice.

Diante do comportamento inoportuno do subserviente e fiel escudeiro do ex-prefeito, o candidato ao governo do Estado demonstrando uma certa irritação, diante do insistente apelo do cabo eleitoral temporão, pediu um tempo, o que foi atendido de imediato.

O que se questiona em todo esse circo armado é se a iniciativa partiu de Dinho ou se o mesmo recebeu instruções para agir dessa forma.

O que fica patenteado, em toda essa pantomima de caráter circense, é que o anúncio não foi feito e o inconveniente cabo eleitoral percebeu que perdeu grande e preciosa oportunidade de manter-se calado.

O que deixa transparecer com os sucessivos apelos feitos por pessoas próximas ao ex-prefeito José Ronaldo junto a Neto, não têm surtidos os efeitos desejados.

A estratégia utilizada e urdida pela raposa felpuda da política feirense não surtiu os efeitos desejados. Utilizar prepostos, como boi de piranha para pressionar o ACM Neto. Fez com que eles acabassem dando com os burros n’água.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS