Tempo - Tutiempo.net

Bahia gera 18.993 empregos formais e lidera Nordeste em fevereiro

Em fevereiro 2021 a Bahia erou 18.993 empregos formais

A Bahia gerou 18.993 postos de trabalho com carteira assinada em fevereiro, resultado que decorre da diferença entre 60.982 admissões e 41.989 desligamentos.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, divulgados nesta terça-feira (30) e sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan).

“Os números mostram um aumento no ritmo de crescimento das contratações formais em 2021. Com esse saldo mensal, a Bahia lidera a geração de empregos no Nordeste, representando 46,5% do total de empregos criados na região em fevereiro”, destaca o secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães.

Segundo o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, na comparação com o total dos estados brasileiros e o Distrito Federal, a Bahia ocupou a 6ª posição em fevereiro, atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

“Vale ressaltar que a Bahia vem gerando saldo positivo na geração de emprego formal desde julho de 2020 e no acumulado deste ano de 2021 também lideramos a criação de novos postos de trabalho com carteira assinada no Nordeste, com saldo positivo de 33.281 postos, apesar do contexto sanitário mundial atípico, da pandemia da Covid-19”, explica Pinheiro.

O saldo de fevereiro de 2021 ultrapassou também o resultado de janeiro, quando 15.049 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo.

Todos os setores geraram postos no mês de fevereiro de 2021: Indústria geral (+4.276 postos), Informação, comunicação e outras atividades (+4.023 postos), Comércio (+3.871 postos), Construção (+2.813 postos), Administração pública (+1.954 postos), Alojamento e alimentação (+852 postos), Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (+522 postos), Transporte, armazenagem e correio (+396 postos), Outros serviços (+284 postos) e Serviços domésticos (+2 postos).

Avaliando-se os dados referentes aos saldos de empregos distribuídos no estado, em fevereiro de 2021, constata-se ganho de emprego na RMS e no interior.

De forma mais precisa, foram criados 8.226 postos de trabalho na RMS no segundo mês do ano e, no interior, 10.767 posições celetistas foram geradas.

Quanto ao saldo de emprego acumulado no ano de 2021, enfatiza-se a abertura de postos de trabalho com carteira assinada na RMS (+12.163 postos) e a criação de posições celetistas no interior (+21.118 postos).

SEI

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS