Tempo - Tutiempo.net

Bolsonaro demonstra mais uma vez sua estupidez e agride a ex-presidente Dilma Rousseff

Bolsonaro e Milton Ribeiro, a corrupção

Jair Bolsonaro (PL) chamou a ex-presidente Dilma Rousseff de  “presidanta”, nesta sexta-feira (25) durante fala sobre investimentos brasileiros no metrô de Caracas, na Venezuela.

O ataque misógino de Bolsonaro à Dilma aconteceu durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, onde Bolsonaro fez um comparativo entre o metrô de Caracas e a ausência de metrô em Belo Horizonte, para tentar  justificar investimentos feitos pelo Brasil no país vizinho, durante o  governo da ex-presidente Dilma.

“Alguém acha que (Nicolas) Maduro (presidente da Venezuela) está pagando a dívida do metrô em Caracas? Não tem metrô em BH, mas tem metrô em Caracas. E a última presidente era de Minas, ou melhor presidanta”, atacou Bolsonaro

No entanto, ao contrário do que disse Bolsonaro, a capital mineira conta com uma linha de metrô que vai até Contagem.

Além disso, a construção da linha cinco do metrô da capital venezuelana foi feita pela empreiteira brasileira Odebrecht, com financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Durante o discurso, Bolsonaro voltou a levantar suspeitas, sem apresentar provas, sobre as urnas eletrônicas.

Ele disse mais uma vez que o “voto tem que ser contado”, o que já é feito em toda eleição no país.

“O voto tem que ser contado. Não podemos disputar uma eleição com a mínima suspeição de que algo esteja errado. Pode ter certeza, eu acredito que as eleições sejam limpas e confiáveis no corrente ano, que só podemos disputar eleições dessa maneira”, disse.

A última pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (24), mostrou que 55% dos eleitores afirmaram não votar em Jair Bolsonaro (PL) de jeito algum. O levantamento foi realizado nos dias 22 e 23 de março. Na rodada anterior, em dezembro, Bolsonaro tinha 60% de rejeição.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS