Tempo - Tutiempo.net

Bolsonaro diz: “atiro para matar”, caso receba ordem de prisão

Vou atirar para matar

Apavorado com a possibilidade de ser preso, Jair Bolsonaro (PL), segundo Guilherme Amado, do Metrópoles, “assustou” um interlocutor neste final de semana ao falar sobre uma suposta conspiração em andamento para prendê-lo.

Ele se mostrava ‘descontrolado’, segundo a reportagem, e “causou impacto em especial” ao descrever qual seria sua reação caso a polícia batesse à sua porta para executar uma ordem de prisão: “eu atiro para matar, mas ninguém me leva preso. Prefiro morrer”.

Em recado a Bolsonaro, Fachin diz que quem ataca resultado das urnas age por interesse próprio e falta de aptidão para se eleger

Ainda de acordo com o colunista, “Bolsonaro está acompanhando de lupa cada uma das iniciativas em curso para tentar criar uma blindagem jurídica para ele”.

Cogita-se a aprovação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dando o cargo de senador vitalício a todos os ex-presidentes, permitindo o foro privilegiado de cada um, e até um acordo de anistia e indulto entre Bolsonaro, o próximo presidente e o Judiciário.

Ele afirma ter certeza de que será alvo de inquéritos que podem levá-lo à prisão caso perca as eleições. Acredita que seus filhos também poderão ser presos depois que ele deixar a Presidência da República.

Bolsonaro tem manifestado esse medo a diversos interlocutores em Brasília, inclusive de seu próprio governo, informa a jornalista Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS