Tempo - Tutiempo.net

Bolsonaro: o grande mentecapto e suas patuscadas à brasileira/ Por Sérgio Jones

Facebook remove live em que presidente associa vacina de covid à aids

Dentre muitas patifarias praticadas pelo presidente homicida, Jair Bolsonaro, destaque para afirmação feita pela Polícia Federal dobre a conduta do presidente ao divulgar inquérito sigiloso do TSE em live, no ano passado, vai ao encontro de outra investigação que corre no Supremo: a da atuação de milícias digitais.

Atendendo a um pedido da policia Federal Alexandre de Moraes, autorizou compartilhamento de provas do inquérito sobre o vazamento de dados sigilosos feito pelo presidente, Jair Bolsonaro, com investigação referente a atuação de milícia digital contra a democracia e as instituições do país.

Concluída as investigações a Polícia Federal (PF) reconheceu que o presidente cometeu crime e violação de sigilo ao divulgar documentos em uma live exibida no dia 4 de agosto de 2001. Referentes à apuração sobre ataque hacker ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A situação se complica na medida em que Moraes autorizou o envio da quebra de sigilo telemático do ajudante de ordens do Palácio do Planalto, o tenente-coronel Mauro Barbosa Cid, com inquérito sobre a divulgação de informações falsas, por parte do chefe do Executivo, ao associar a vacina Covid-19 com a Aids.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS