Tempo - Tutiempo.net

Bolsonaro pede socorro aos EUA: “Esquerda nunca sairá do poder caso vença”

Bolsonaro e Tucker

Jair Bolsonaro (PL) declarou em entrevista à emissora norte-americana Fox News que a esquerda “nunca sairá do poder” caso vença as eleições no pleito deste ano.

 

A afirmação, feita sem apresentar provas, faz alusão ao ex-presidente de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deve disputar o cargo e aparece em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de votos.

“A mídia nunca me deu visibilidade ou espaço, muito pelo contrário, eles me atacaram o tempo todo durante a campanha. Se a esquerda voltar ao poder, a meu ver, eles nunca sairão do poder e esse país seguirá o mesmo caminho de Venezuela, Argentina, Chile e Colômbia.

O Brasil se tornará mais um vagão nesse trem”, diz Bolsonaro, sem explicar a tragédia que se abate sobre o Brasil atual, com o retorno da fome e o aumento da desigualdade.

O trecho com a declaração de Bolsonaro foi transmitido em uma chamada na programação da emissora. A entrevista foi conduzida pelo apresentador conservador Tucker Carlson.

“Os perdedores serão a população brasileira e a própria esquerda. Os eleitores de esquerda irão perder com isso. Toda a América do Sul será vermelha se é que você me entende e, na minha visão, os Estados Unidos se tornarão um país praticamente isolado no mundo”, diz Bolsonaro.

Nas redes sociais, o mandatário exaltou o encontro e a entrevista com o apresentador. A visita de Tucker Carlson está sendo bastante explorada e elogiada por bolsonaristas.

“Recebi hoje, no Palácio do Alvorada, o jornalista americano @TuckerCarlson, apresentador do programa jornalístico de maior audiência dos EUA. Mostramos ao mundo a verdade sobre o Brasil, sobre o nosso governo e tenho certeza que mais uma vez a verdade irá nos libertar.”

Filipe Martins, assessor para Assuntos Internacionais da Presidência, declarou em entrevista à emissora norte-americana Fox News que Jair Bolsonaro (PL) fez críticas ao ex-chefe do Executivo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para Joe Biden, presidente dos EUA, durante a Cúpula das Américas, em Los Angeles (EUA).

Após o encontro, a agência de notícias Bloomberg divulgou que Bolsonaro teria pedido a ajuda de Biden para vencer Lula nas eleições.

O jornalista Jamil Chade confirmou com duas fontes da diplomacia brasileira o pedido feito por Bolsonaro a Biden. Ao comentar o caso, Lula disse, em tom de ironia, que a opção seria “se humilhar demais”.

Já o mandatário brasileiro negou as afirmações.

Na entrevista para a Fox News, Bolsonaro disse também que quer repetir no Brasil a legislação sobre armas adotada pelos Estados Unidos. Segundo Bolsonaro, caso seja reeleito, ele espera conseguir apoio no Congresso Nacional para mudar a política sobre armas no país.

Reuters

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS