Tempo - Tutiempo.net

Brasil: palavra de ordem é fora Bolsonaro Genocida/ Por Sérgio Jones

As ruas e avenidas das capitais brasileiras tiveram os seus espaços físicos totalmente ocupados por manifestantes, neste sábado (3). O ato foi registrado em 25 capitais brasileiras, do total das 27 unidades federativas.

O evento teve como alvo protesto direcionado ao governo do presidente assassino Jair Bolsonaro (sem partido), e toda a sua corja miliciana. Cobrando o impeachment e a volta do auxílio emergencial ao seu patamar original, com benefício de R$ 600,00.

A movimentação se deu em nível nacional, convocado majoritariamente por movimentos sociais, sindicais e partidos políticos à esquerda. Também se registrou ações de protestos em vários países da Europa. No tocante a prática de vandalismo, provavelmente foi praticado de forma isolada por um reduzido grupo de vândalos.

O fato serviu de palanque durante a fala de protesto do alienado presidente. Como já é do conhecimento geral, provavelmente, ocorreu devido a infiltração articulada pela direita, em uma tentativa pífia de descaracterizar o movimento autenticamente democrático.

Quem não se recorda do frustrado ataque a bomba ao Centro de Convenções do Riocentro, no Rio de Janeiro, na noite de 30 de abril de 1981, quando no local se realizava um espetáculo em homenagem ao Dia do Trabalhador, durante o período da ditadura militar no Brasil.

O atentado terrorista, foi perpetrado por setores do Exército Brasileiro insatisfeitos com a abertura democrática que vinha sendo articulada pelo regime.

O que apressou a redemocratização do país, completado quatro anos depois, com o acontecimento da primeira eleição presidencial no Brasil, após vinte e quatro anos da implantação, pelos milicos, de uma ditadura assassina e corrupta.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS