Tempo - Tutiempo.net

Chuva de rochas e atmosfera incandescente: Hubble detecta planetas com climas extremos

Imagem artística do planeta KELT-20b orbitando uma estrela azul-branca

com o objetivo de estudar uma classe única de exoplanetas ultraquentes, os astrônomos do Telescópio Espacial Hubble detectaram uma série de condições climáticas extremas fora de nosso Sistema Solar.

Nos novos estudos, a equipe do Hubble informou sobre uma chuva e rochas vaporizadas em um planeta.

Além disso, notaram que a atmosfera superior de outro planeta está sendo “queimada” devido à intensa radiação ultravioleta de sua estrela.

Os astrônomos descrevem as observações do planeta WASP-178b, localizado a aproximadamente 1.300 anos-luz de distância da Terra.

A atmosfera do corpo celeste, em seu lado diurno, não tem nuvens e é rica em monóxido de silício. No lado escuro, o monóxido de silício pode se esfriar de tal forma que se transforma em rochas que chovem das nuvens.

O Hubble também mostra um outro planeta superquente parecido com Júpiter, o KELT-20b, localizado a aproximadamente 400 anos-luz de distância.
A radiação ultravioleta de sua estrela-mãe aquece os metais na atmosfera, criando uma camada de inversão térmica muito forte.

Com isso, o Hubble fornece uma nova visão dramática da grande variedade de condições atmosféricas em outros mundos.

Sputnik

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS