Tempo - Tutiempo.net

Confraria de eunucos políticos declara apoio a Zé Chico/ Por Sérgio Jones

O eterno e imprevisível candidato a alguma coisa. Este ano postula uma vaga para deputados federal. Estamos a nos referir a figura nada emblemática do personagem Zé Chico (União Brasil).

Em tom de ufanismo a imprensa tupiniquim local brada aos quatro pontos cardeais, talvez motivado pelo jabá recebido, que o pré-candidato começa a colher frutos de sua busca na caça ao voto.

O que não se explicou é se o fruto é um tipo de laranja madura na beira da estrada. Esta pode estar bichada Zé ou ter maribondo no pé.

O comentário que circula na capitania donatária dos Zé, conhecida como Feira de Santana, é que o tão propalado apoio dos chamados nomes de ‘peso’, na política local: vice-prefeito Fernando de Fabinho, vereadores José Carneiro e Gerusa Sampaio, todos são considerados pela população como uma espécie de eunucos políticos.

Quanto ao número três, que não chega a ser cabalístico é, e vem sendo julgado por muitos feirenses, como uma espécie de referência que nos transporta ao entendimento que a partir dele, se torna formação de quadrilha.

Nunca podemos esquecer de lembrar, nem lembrar de esquecer que em tempos idos, dentre as inúmeras funções dos eunucos, uma delas era de participar como assessores políticos.

Pelo visto, com o passar dos tempos, eles progrediram muito em suas ambições. De assessores passaram a ser os políticos da atualidade.

O que se coloca em cheque é quanto à capacidade e a importância desses camaleões em contribuírem, de alguma forma real, em beneficio à campanha do perpétuo e nada promissor candidato.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS